Share
“1983” é uma série necessária

“1983” é uma série necessária

Há algum tempo a Netflix tem trabalhado na diversificação de seu catálogo. Com isso produções de outras partes do mundo começaram a ganhar espaço entre as norte-americanas. É o caso das ótimas The Rain e Dark, por exemplo. Produções europeias originais da Dinamarca e Alemanha, respectivamente. Com essa crescente, o serviço de streaming disponibilizou em 30 de novembro, sua primeira série original polonesa. Trata-se de 1983. Uma trama distópica que irá agradar tanto os aficionados por história quanto os que preferem um bom thriller e dramas policiais.

O roteiro nos conduz ao período de guerra fria. Quando a Polônia tinha ligação com a União Soviética e fazia parte da Cortina de Ferro. O movimento separatista entre a Europa Ocidental com o Leste Europeu. A grande sacada acontece justamente com os rumos que a Polônia toma neste cenário de 1983.

É de conhecimento geral que o rompimento entre União Soviética e a Polônia, foi crucial para o início da queda da Cortina de ferro e consequentemente muda os rumos da guerra. Pois é justamente aí que o roteiro propõe uma reviravolta. Fazendo uso de um recurso muito bem executado no longa Bastardos Inglórios, de Quentin Tarantino ou até mesmo na série da Amazon Prime The Man In The High Castle. Somos apresentados ao famoso cenário ‘e se’, onde a separação entre Polônia e União Soviética nunca aconteceu.

A trama se inicia com um atentado ocorrido na Polônia, no ano de 1983. A capital Varsóvia, torna-se alvo de um grande ataque terrorista e posteriormente várias cidades polonesas sofrem bombardeios. A onda de explosões interrompe o processo de separação com a União Soviética. O que acarreta numa mudança sem precedentes para história mundial. Como consequência temos a manutenção da Cortina de Ferro e uma União Soviética comunista mais forte do que nunca.

E é nesta conjuntura que 20 anos depois a narrativa nos apresenta o jovem Kajetan Skowron (Maciej Musial). Um estudante de direito e o investigador Anatol Janów (Robert Więckiewicz). Enquanto Kajetan se vê às voltas com a descoberta de uma conspiração para controlar a manutenção do poder. Anatol é designado para um caso de possível suicídio. Porém, o policial acredita existir muito mais por trás. Sua investigação esbarra com o sistema e seus superiores tentam dissuadi-lo a finaliza-lá. Então o investigador que antes era detentor de muito prestígio e privilégios, precisa unir forças com o jovem estudante em nome da libertação da Polônia.

Suas investigações se cruzam e a busca pela verdade encabeçada pela dupla, mostra que roteiro e direção estão alinhados. O cuidado com elementos históricos transpostos para essa realidade alternativa, fisga os apaixonados por história logo de cara. Outro ponto positivo é o ritmo do desenrolar de toda ação. O roteiro é ágil e crível. O suspense é bem executado e nos instiga desde os minutos iniciais, mérito da direção assinada por nomes como: Agnieszka Holland, diretora indicada ao Oscar pelo longa Europa Europa, entre outros expoentes do cinema polonês atual.

Outro destaque da trama fica por conta da facção de rebeldes que conta com Ofelia ‘Effy’ Ibrom (Michalina Olszanska), como uma de suas figuras centrais. O grupo é responsável por orquestrar um grande ataque. E a medida que entendemos suas motivações, as tramas se entrelaçam e as descobertas feitas tanto por Anatol quanto por Kajetan, acendem a fagulha da revolução.

Ao longo de 8 episódios temos a Polônia como centro do mundo, servindo de pano de fundo para uma trama bem amarrada. A falsa ideia de prosperidade e liberdade, são os viés do partido benevolente que imprime por décadas o autoritarismo em seu governo. E a manutenção do regime comunista opressor é resíduo de uma antiga conspiração que pode estar com seus dias contados. Apesar de se tratar de uma distopia, os assuntos levantados trazem discussões atuais e pertinentes à nossa realidade. O que faz de 1983 uma série necessária.

Ficha Técnica
Criador: Joshua Long
Roteiro: Joshua Long, Dariusz Glazer
Elenco: Robert Więckiewicz, Maciej Musiał,Michalina Olszanska, Andrzej Chyra, Zofia Wichłacz, Krzysztof Wach, Ewa Błaszczyk, Vu Le Hong, Mirosław Zbrojewicz, Wojciech Kalarus, Tomasz Włosok, Bartosz Cao, Karol Hoang, Julian Świeżewski, Agnieszka Żulewska, Edyta Olszówka, Grzegorz Wons, Clive Russell, Sebastian Pawlak, Anton Maćkowiak, Patricia Volny, Anna Konieczna, Rafal Mackowiak,  Marcin Bosak, Marcin Perchuć, Julia Kostow, Bartosz Bielenia,  Sonia Roszczuk, Maria Maj, Aleksandra Justa, Piotr Lukawski, Mikołaj Kubacki, Dobromir Dymek, Krystian Pesta, Klara Bielawka,Michał Piela
Duração: 8 episódios