Share
A polêmica de Johnny Depp em “Animais Fantásticos”

A polêmica de Johnny Depp em “Animais Fantásticos”

Quis evitar o assunto porque pensei estar claro e bem explicado, mas parece que não. Antes qualquer coisa preciso dizer que não gosto do Johnny Depp como ator e isso não é de agora. A meu ver ele deixou de ser um bom ator no momento que aceitou o papel do pirata Jack Sparrow e a partir daí adotou o personagem para sua vida pessoal e profissional. Basta olhar a bilheteria dos seus filmes desde então para comprovar a teoria de que ele não é mais o mesmo.

Porém, dada a notícia de que ele vai viver o bruxo Gellert Grindelwald na nova franquia de Animais Fantásticos a internet rompeu em comentários divididos em apoiar o ator, reclamar da escalação e há aqueles que ameaçam boicotar os filmes. Devida a profusão de opiniões embasadas apenas no passional, decide ampliar a discussão apresentando pontos que creio serem relevantes e que poucas pessoas estão considerando devido ao calor da situação.

depp2

Primeiro vamos ilustrar a causa para que tudo isso acontecesse e que não é mistério ou novidade para ninguém que possui alguma rede social. Tudo começou em Maio desse ano quando as primeiras notícias acerca da separação do casal surgiram e o motivo para a mesma também. A atriz Amber Heard acusava o então marido Johnny Depp de tê-la agredido física e verbalmente. Imagens da atriz com rosto machucado logo circulava pela internet, como também um suposto vídeo e foi o bastante para dividir entre aqueles que achavam que tudo era mentira e aqueles incrédulos pela conduta de Depp. A batalha judicial e online se arrastou até Agosto deste ano quando os dois finalmente ficaram cara a cara e decidiram se divorciar, de forma amigável, sem maiores escândalos. Depp pagou uma quantia milionária a Amber que doou todo o dinheiro a duas instituições de caridade, como havia dito. E o fato dela ter desistido de continuar o processo foi o bastante para que selasse a sentença de que estava mentindo, o que não quer dizer nada. O acordo final não foi a público, logo, qualquer coisa que se diga sem embasamento oficial é pura especulação, boato. Ambos são figuras famosas, ok, ele mais do que ela. Todavia, os dois tinham muito a perder profissionalmente caso o julgamento se arrastasse por mais alguns meses. É uma mancha na carreira que não pode ser apagada, pois a notícia continuaria eternamente nos arquivos da internet. Dito e feito, a justiça encerrou o caso mas na internet Depp ganhou o selo ” abusador” e Amber o de “mentirosa”. E a vida seguiu até a segunda página.

depp3

Com relação ao papel em Animais Fantásticos é bem provável que a escalação tenha ocorrido entre Abril e Agosto de 2015, um ano antes de toda a polêmica, pois David Yates e JK Rowling finalizaram os roteiros em Janeiro de 2015 de acordo com fontes oficiais. E como trata-se de um papel importante, ficou em segredo até mesmo para a equipe de produção e atores que só souberam da escalação quando a ator apareceu no set para gravar sua pequena participação nesse filme. Outro ponto que devemos considerar é o contrato. Mesmo que só recentemente tenhamos descoberto sobre os cinco filmes, essa informação já estava sendo tratada a portas fechadas no estúdio entre a própria JK, o diretor David Yates, os produtores e demais executivos da Warner Bros. Não é uma decisão da noite para o dia, são coisas estudadas muito antes de virem a público. Ou seja, quando a notícia da escalação de Depp no filme foi divulgada toda a parte burocrática que envolve fazer um filme, principalmente um desse porte, estava acertada. Contratos assinados, salários resolvidos, cláusulas acordadas. O que fazer então com tudo isso dada a polêmica envolvendo o ator? De um ponto de visto puramente comercial, nada.

Bem capaz que exista uma cláusula relacionada a “quebra de contrato” que prevê a parte que for lesada uma quantia absurda em dinheiro caso ocorra. Por mais que estejamos falando de um estúdio do porte da Warner Bros, ninguém quer perder dinheiro. Especialmente por pressão do público. Ah, mas não poderiam escalar um outro ator? Poderiam e qual seria a justificativa para isso? De um ponto de vista legal, para o estúdio, Johnny Depp não fez nada de errado. Ele resolveu seu problema na justiça com a ex-esposa e seguiu sua vida. Por que condená-lo se a justiça americana, apta a isso, não o fez? Se a própria vítima da agressão decidiu não continuar com as queixas?

E aqui, caros leitores, entre o fator de dois pesos e duas medidas. Porque em Hollywood está cheio de pessoas famosas que possuem um histórico tão manchado, as vezes até mais do que o próprio Johnny Depp, e não vejo comentários exaltados dizendo que vão parar de consumir seus filmes ou levantar campanhas para tal.

woody

Por exemplo, o diretor Woody Allen que é o queridinho de muitos cinéfilos. Para quem não sabe, espero que não muitos, Allen foi acusado pela filha adotiva de tê-la abusado sexualmente, levando a então esposa, a atriz Mia Farrow a separação. Existem diversas testemunhas que garantem que o comportamento de Allen em relação as crianças era inapropriado, mas como tudo isso aconteceu numa época pré-ativismo de internet, pouco ou nada se fala sobre isso. Woody Allen chegou a processar Mia Farrow e perdeu em todas as instâncias, com o juiz dando causa favorável a Farrow. Mas, não vejo ninguém parando de ver ou elogiar o trabalho dele como diretor e roteirista. Nem atirar pedras nos estúdios e artistas que trabalham com ele. Huum, curioso.

polanski

Outro nome é o de Roman Polanski, esse bem mais em evidência sempre que assunto do tipo volta a tona. O diretor foi acusado de abusar sexualmente de uma menor de idade em 1977. Oi? 1977? É isso mesmo, então, porque falar disso hoje em dia? Para que se aconteceu longe dos olhos da internet? Na verdade, internet nada mais era do que um sonho distante. A menina tinha 13 anos na época e Polanski foi acusado, tinha que comparecer na justiça e fugiu do país, não retornando até os dias de hoje, e tendo apoio de vários colegas do meio. De novo, ninguém deixa de ver seus filmes nem de enaltecer seu trabalho. Huum, curioso.

O que é possível concluir com muito pesar é que a internet só decide ser pró-ativa e se manifestar em casos que esteja acompanhando todo o processo da polêmica do começo ao fim, quando existe. Do contrário, o que ocorreu no passado, não parece fazer diferença. Sem mencionar o fato de que se o desenrolar da história não sair como acham que deveria ser, mais um motivo para manifestação.

Em 0:51 segundos um repórter pergunta sobre a escalação do Johnny Depp e ela responde: “Estou encantada que ele está fazendo maravilhas com o personagem.”

É importante aprender a separar as coisas, nesse caso o pessoal do profissional. E se perguntar: dá para separar? É possível conseguir enxergar só o lado profissional ou pessoal de alguém? Pode JK Rowling ser acusada de estar sendo conivente com algo do qual ela não teria como saber que iria acontecer? O que vale também para o diretor David Yates e demais executivos da Warner Bros. Até que ponto vale o julgamento popular para determinar o futuro de uma obra e também o de um ator? Porque aos olhos do público, Depp foi condenado e sentenciado como escória masculina. Mas, e do ponto de vista profissional? Em que categoria ele estaria?

A resposta vai depender da vivência e compreensão de cada um. Digo que sim, é possível separar um do outro quando não afeta diretamente o trabalho da pessoa. Que foi exatamente a resposta de JK Rowling e de David Yates quando questionados sobre a escalação. Ambos enalteceram Johnny Depp como ator e suas habilidades de criação de personagem e não ele como ser humano. Por outro lado, dado o que mencionei lá no início do texto, continuo achando que foi uma péssima escolha para o papel pelas mesmas razões que eles o escolheram. Contudo, irei ao cinema tirar minhas próprias conclusões. Aconselho que façam o mesmo.