Share
As camadas de “A Maravilhosa Sra. Maisel”

As camadas de “A Maravilhosa Sra. Maisel”

Comédia não é muito o meu forte. Entretanto, A Maravilhosa Sra. Maisel chamou minha atenção. Primeiro porque o nome de Amy Sherman-Paladino estava atrelado a obra e conheço seu trabalho em Gilmore Girls. Segundo porque toda a ambientação na década de 50 é um deleite aos olhos. Logo, era uma boa pedida para o final de semana.

A série gira em torna de Miriam ‘Midge’ Maisel. Uma jovem de 26 anos, judia, casada com Joel e mãe de dois filhos. Sua rotina é a mesma sempre e ela procura repetir os passos da mãe a fim de manter um casamento duradouro. Só não esperava que tanta perfeição assim fosse fazer com que Joel saísse dos trilhos. Após fracassar numa noite em um show de stand up, Joel assume ter traído Midge.

Desesperada a fim de entender onde foi que errou, ela retorna ao palco da ínfima casa de shows Gashlight a fim de expor seus demônios para o público. Ao som de risadas e assobios, Midge toma gosto pela coisa e decide que talvez aquele seja um novo caminho para a sua vida.

A Maravilhosa Sra. Maisel é uma comédia inteligente que usa e abusa do cotidiano dos personagens, assim como tabus da época que são bem atuais. Ela fala sobre o casamento dos pais, o seu próprio, as questões com os filhos e pequenos acontecimentos do dia. Além de presenciar o quão menosprezada são as mulheres em qualquer posição a qual estejam na sociedade. O que a faz tecer também críticas a isso envoltas em muito bom humor e sarcasmo.

Conforme vai ajustando a sua vida, vê os pais desesperados para que retome seu casamento. Ora, ela mesma tem dificuldades em aceitar por completo os novos sonhos, pois sempre acreditou que a vida de casada era o ápice da felicidade. A cada nova decisão, tem mais e mais certeza de que quer triunfar como comediante, ainda que seja uma área difícil. Suas piadas tem base no improviso e são bem articuladas. Parece que nasceu para estar no palco, o que chama a atenção de Susie Meyerson, uma espécie de gerente do clube. As duas desenvolvem uma amizade improvável para tornar Midge uma estrela.

Usando a metáfora da cebola, as camadas de A Maravilhosa Sra. Maisel são bem fáceis de identificar. Cada episódio equivale a uma camada ou muitas e elas podem ser bem diferentes. À medida que decide quebrar o molde da tradicional vida judia, Midge impacta a todos ao seu redor. Seus pais são os mais atingidos e acabam colocando em pauta o próprio casamento e sua relação com a filha. Joel, por sua vez, tenta compreender seu novo papel e o que fazer a seguir. Um elenco rico em atuações fluídas que saem do drama para a comédia num simples piscar sem perder o sentido. No mesmo instante que o espectador está rindo, uma outra camada de tristeza vai surgir em cena e mudar a visão de quem assiste. E até a própria Midge aprende que não sabe nada da vida. Não da mesma forma que outras garotas e se ressente pelo fato de ter casado tão jovem.

Com uma ambientação situada em Nova York da década de 50 (mais precisamente em 1958) os figurinos e cenários são peças fundamentais para auxiliar na imersão do público na vida dos personagens. Em certos momentos temos a impressão de estar no meio de um musical, tamanha a perfeição do cenário, a coordenação das cores nos figurinos e movimentação dos atores em cena. Os contrastes são bem trabalhados e essa perfeição toda existe justamente para mostrar como nada é de fato perfeito. Mas não custa nada fingir que é, não é mesmo?

A Maravilhosa Sra. Maisel ganhou vários prêmios em 2018 e conta atualmente com duas temporadas no serviço Amazon Prime. Se comédia inteligente é algo que lhe interessa, recomendo que assista e se encante com essa produção.

É possível realizar um teste de 7 dias grátis com o Amazon Prime.

Ficha Técnica
Criador: Amy Sherman-Paladino 
Roteiro: Amy Sherman-Paladino, Kate Fodor, Noah Gardenswartz
Elenco:  Rachel Brosnahan, Tony Shalhoub, Alex Borstein, Michael Zegen, Marin Hinkle, Nunzio Pascale, Matteo Pascale, Matilda Szydagis, Brian Tarantina, Kevin Pollak, Joel Johnstone, Bailey De Young, Caroline Aaron, Cynthia Darlow
Duração: 8 episódios