Share
Benedict Cumberbatch é a favor da igualdade de salários e propõe um boicote

Benedict Cumberbatch é a favor da igualdade de salários e propõe um boicote

O ator Benedict Cumberbatch, mais conhecido do público por seu papel em Sherlock e Doutor Estranho, deu uma declaração marcante numa entrevista recente para a revista Radio Times.

Durante a entrevista, Benedict afirmou que vai usar de sua plataforma para promover a igualdade de gênero tanto na TV quanto no cinema. E vai um pouco além nesse ponto, dizendo que está preparado para boicotar todo e qualquer projeto se descobrir que sua colega de elenco não recebe o mesmo salário que ele.

Igualdade de salário e um lugar na mesa é o foco do feminismo. Olha as suas cotas. Pergunte as mulheres quanto elas está sendo pagas. Se não estão recebendo o mesmo que os homens, então, eu estou fora do projeto.

Cumberbatch diz ainda que outros atores deveriam fazer o mesmo. E assim forçar a mão da indústria a mudar a mais rápido.

E essa mudança vai começar dentro de sua própria produtora, a SunnyMarch. O ator diz que está feliz por ter apenas um parceiro na produtora que é Adam Ackland.

“Estou orgulhoso que Adam e eu somos os únicos homens na produtora; nosso próximo projeto é focado numa história feminina, sob a perspectiva da mulher a respeito da maternidade. Se o foco está no meu nome, para que consigamos investidores, então nós podemos usar essa atenção para alavancar projetos que tenham como foco histórias sobre e para as mulheres. Metade da audiência é feminina!”

EM DEBATE

O assunto está muito em voga nos últimos meses. Recentemente foi revelado que a Netflix estava pagando menos a atriz Claire Foy do que seu colega de elenco Matt Smith. E ela é a protagonista em The Crown vivendo a Rainha da Inglaterra. Essa informação acabou gerando muito falatório por parte da imprensa. Sendo assim, a Netflix anunciou que vai igualar os salários de Claire Foy, que não vai retorna para uma próxima temporada. A atriz vai receber $200,000 libras como uma espécie de compensação.

Enquanto isso, a HBO anunciou que as atrizes Thandie Newton e Evan Rachel Wood de Westworld vão receber o mesmo salário que os demais colegas de elenco. Newton afirmou em entrevista à revista Vanity Fair no mês passado que estava bem satisfeita com a atitude da emissora. Pois é algo sem precedente e que vai ajudar a mudar a visão da indústria.

Mesmo antes de todo esse assunto virar de fato um debate, a atriz Emily Rossum já havia entrado em um confronto com os produtores de Shame. Com o passar das temporadas a sua personagem foi ganhando mais destaque. Chegando assim ao mesmo patamar de seu colega de elenco, William H. Macy que começou como protagonista. O mesmo ficou ao lado da colega durante a negociação e afirmou que ela estava certa.

Benedict Cumberbatch não é o primeiro a lutar a favor da igualdade de salários, mas certamente entende sua posição privilegiada para tal e vai usá-la a favor das mulheres. Esperamos que outros o sigam nessa luta também.