Share
“Cloak & Dagger” possui dinamismo cativante

“Cloak & Dagger” possui dinamismo cativante

No dia 7 de junho estreou na plataforma Freeform mais uma série Marvel: Cloak & Dagger. De cara dois episódios foram liberados e fomos apresentados à Tyrone e Tandy. A série foi baseada nos quadrinhos de mesmo nome criado pela dupla Bill Mantlo e Ed Hannigan em 1982. Só que a semelhança com os quadrinhos para por aqui.

QUADRINHOS

Originalmente, Tyrone ‘Ty’ Johnson e Tandy Bowen se conhecem em Nova York, pois ambos tinham fugido de casa. Ele por ter problemas com fala (gagueira) e ter presenciado um amigo ser acidentalmente morto pela polícia. Ela por estar cansada de não receber atenção da mãe supermodelo. Os dois decidem se unir para proteção mútua. Mas acabam caindo nas mãos de um sinistro cientista que está desenvolvendo uma droga e a testando em jovens de rua. Nenhum sobreviveu. Até agora. De alguma maneira Ty e Tandy sobrevivem aos testes e ganham super poderes. Tyrone consegue se mover pelas sombras, enquanto Tandy brilha com uma luz intensa e produz adagas de cristal (?) com as mãos. É então que criam o codinome Cloak & Dagger e declaram guerra as drogas e ao crime organizado.

A SÉRIE

Algumas modificações foram feitas a fim de adaptar a história tanto para o formato da televisão, quanto para a atualidade. A primeira delas foi inverter, tecnicamente, o passado dos personagens.

Tyrone é um menino negro que admira o irmão mais velho Billy. Eles moram num bairro que parece ser marginalizado (não dá para ter certeza na série) e Ty quer muito impressionar o irmão, mas tudo dá errado quando o garoto arromba o carro e rouba um rádio. Billy o repreende e os dois estão prestes a devolver o aparelho quando são abordados por um carro da polícia. O que fazer? Correr, é óbvio. Diante das circunstância, era pouco provável que os polícias fossem ouvir a história deles.

A perseguição termina no cais e Billy manda o irmão se esconder. O garoto está com as mãos levantadas quando uma explosão no porto assusta os policias e um deles dispara contra Billy. O corpo do garoto cai no mar. Tyrone pula na água atrás do irmão. Uma onda de energia azul irrompe sobre a cidade.

Não muito longe dali, na cidade, Tandy está em mais uma de suas aulas de ballet. Sozinha. Quando a aula acaba, todas as suas amigas vão embora e ela fica na porta. A mãe não atende o telefone e o pai está preso no trabalho. Quando ele finalmente aparece para buscar a filha, está de noite e chovendo. A conversa é sobre o estado médico da mãe, mas logo a atenção do pai se volta para assuntos de trabalho no telefone. O que tira sua atenção do trânsito, em especial quando uma explosão no porto pega-os de surpresa. Ele perde a direção do veículo e os dois caem no mar. Tandy tenta sair do carro enquanto a água entra e seu pai continua desacordado.

Tyrone não consegue salvar o irmão, mas enxerga uma luz ao longe e nada ao seu encontro. Ele estende a mão e puxa Tandy do carro.

DINAMISMO

Anos se passam e as crianças caminham em direções opostas. Tandy (Olivia Hold) vive nas ruas. Aplicando golpes para sobreviver. Tyrone (Aubrey Joseph) tem um lar estável. Com dois pais amorosos, preocupados e dedicados a ele. Entretanto, ainda carrega em si a culpa pela morte do irmão.

Marvel’s Cloak & Dagger em apenas dois episódios apresentou um dinamismo cativante que reside em pavimentar de forma sagaz a história dos dois personagens. Como eles não se encontram de imediato, os roteiristas souberam dosar bem a transição entre Ty e Tandy. Assim, o espectador consegue se entreter sem ansiar pelo tal encontro entre eles.

Esse cuidado na construção individual é o que acaba por prender a atenção. Pois é necessário entender melhor os propósitos de cada um, para que lá na frente faça sentido eles se unirem. Não pode ser algo gratuito apenas porque acontece nos quadrinhos. Já que estamos lidando com uma série, algo que requer tempo, o jeito é usá-lo a favor da trama. E é isso o que é feito.

Como a série está seguindo uma linha narrativa diferente daquela que foi apresentada nos quadrinhos, fica a dúvida contra o quê ou quem Cloak & Dagger vão se unir para combater. O único elemento em comum, por enquanto, é a Roxxon. Empresa essa que apareceu em outras séries da Marvel.

Marvel’s Cloak & Dagger vai ao ar toda quinta-feira na plataforma Freeform e sua primeira temporada terá 10 episódios.