Share
“Deep Water” – Até onde se afoga o passado?

“Deep Water” – Até onde se afoga o passado?

Uma das melhores coisas da Netflix é ter acesso a produções maravilhosas de diversos países. Deep Water chega para mostrar que o potencial da TV australiana não está só em mostrar vida selvagem ou aquela aranha enorme que aparece do nada no banheiro da sua casa.

As vezes, um novo crime é capaz de levar luz a muitos outros do passado. Tudo o que se precisa é de alguém que realmente queira resolve-lo. E esta pessoa em questão é Tori Lustigman.

deepWATER - Nick e Tori em sua investigação

Quando o assassinato violento de um rapaz gay cai nas mãos de Tori e seu parceiro Nick, os dois investigadores jamais imaginariam que estariam prestes a desenterrar casos esquecidos do passado.

Será que os assassinatos recentes têm alguma ligação à uma série de assassinatos de gays que ocorreram 26 anos atrás? Poderia um serial killer estar retomando seu trabalho? Teria o irmão de Tori, Shane, sido morto ao invés de apenas se afogado como eles pensavam?

Em sua investigação os parceiros irão encontrar mais do que assassinatos à muito tempo enterrados: os podres de muita gente importante na cidade. Homofobia, segredos antigos, queima de arquivo, gangues, serial killers os investigadores precisam ir fundo para poder ligar todos os pontos e solucionar o crime.

deepWATER - Tori em sua investigação

Crítica

Com apenas quatro capítulos, Deep Water chega prendendo a atenção do espectador desde o primeiro momento. É uma ótima recomendação para aqueles que gostam de um bom seriado de investigação com um início meio e fim. Além de personagens com várias camadas. Parece pouco, mas para o roteiro apresentado a quantidade de capítulos ficou ideal.

O seriado consegue te deixar atento, investigar junto com os personagens sem dar a impressão de respostas óbvias. Há uma boa construção de empatia para os personagens, e ao longo dos capítulos é possível sair do suspense da investigação, para o coração acelerado de preocupação com os personagens.

Para quem procura uma boa trama policial, é possível maratonar facilmente em uma tarde, sem sair desapontado. Se o espectador não for homofóbico, claro.

Até onde é possível afogar o passado em águas profundas? Só assistindo Deep Water para descobrir. Disponível na Netflix.

Ficha Técnica:
Produção: Blackfella Films
Elenco: Yael Stone, Noah Taylor, Jeremy Lindsay Taylor, Danielle Cormack, Ben Oxenbould, Dan Spielman, Craig McLachlan, William McInnes
Temporadas: 1 temporada de 4 episódios