Share
Em “Missão: Impossível – Efeito Fallout” Tom Cruise é quase um super herói

Em “Missão: Impossível – Efeito Fallout” Tom Cruise é quase um super herói

Para que ter capa e super poderes quando se tem uma infinidade de gadgets e outras habilidades? Em sua sexta empreitada no papel do agente Ethan Hunt, o astro Tom Cruise prova que pode concorrer diretamente com outros super heróis.

Em Missão: Impossível – Efeito Fallout Cruise não mediu esforços para evoluir seu personagem. O ator inclusive aprendeu a pilotar helicópteros a fim de garantir veracidade à uma certa cena de perseguição. Não apenas isso, mas o astro se empenha na maioria das cenas e dispensa o uso de dublês. Se tal dedicação era visível no primeiro filme lançado em 1996, que dirá agora que se passaram 22 anos?

Tal artifício é o trunfo ideal para prender a atenção do espectador, dado a fragilidade do roteiro. Numa franquia cujo intelecto do vilão é sempre ressaltado, aqui é sem dúvida um dos pontos mais fracos. E não há uma reviravolta que sustente a trama como deveria. Tudo reside em cima da história do personagem de Cruise e naqueles que estão a sua volta. Inclusive os propósitos do vilão que tem em mãos plutônio o suficiente para fazer um belo estrago. Mas ao invés de selecionar alvos aleatórios, grandes multidões, chefes de estado, prefere focar em algo mais próximo ao agente Ethan Hunt. O que não é de todo ruim por talvez ser mesmo o último filme da franquia e que por sorte tem cena de ação o suficiente para suprir essa falha.

E elas estão por toda parte e quase a cada segundo. Seja nas ruas de Paris, nos telhados de Londres, no banheiro da balada, de moto, caminhão, carro, usando o notebook, no escuro em uma espécie de calabouço e até mesmo de helicóptero e a beira de um penhasco. Pisque e vai estar se arriscando a perder alguma cena de ação importante.

Além de Tom Cruise, um outro personagem que deve ser destacado é o de Henry Cavill. Pela primeira vez foi dada uma oportunidade ao ator de mostrar mais camadas de atuação do que a faceta de bom moço do Clark Kent. Mesmo sendo prejudicado pelo roteiro, Cavill desenvolve um personagem com caráter duvidoso e que consegue brigar de frente com o de Ethan Hunt. É o total oposto do que estamos acostumados a vê-lo interpretar e é sempre uma boa pedida sair da zona de conforto. Tal qual faz Tom Cruise desde que se dispôs a interpretar Ethan Hunt.

Missão: Impossível – Efeito Fallout não é nem de longe tão bom quanto Missão: Impossível III e Protocolo Fantasma. Porém, consegue superar os demais em termos de ousadia nas cenas de ação. Assim, cada qual filme de Missão: Impossível tem os seus méritos e esse não fica para trás.

P.S.: Se curte assistir filmes em 3D vale a pena conferir a versão em IMAX.

Ficha Técnica
Diretor: Christopher McQuarrie
Roteiro: Christopher McQuarrie, Bruce Geller
Elenco: Tom Cruise, Simon Pegg, Henry Cavill, Ving Rhames, Rebecca Ferguson, Sean Harris, Angela Bassett, Vanessa Kirby, Michelle Monaghan, Wes Bentley, Alec Baldwin, Frederik Schmidt, Liang Yang, Kristoffer Joner, Wolf Blitzer
Duração: 2h27min 
Estreia: 26 de julho