Share
Especial MCU 10 Anos: “Homem de Ferro 2”

Especial MCU 10 Anos: “Homem de Ferro 2”

Seguindo em frente com o nosso especial é a hora de Homem de Ferro 2. O longa possui uma trama pouco mais complicada que o primeiro filme.

Homem de Ferro 2 pega do exato ponto em que deixamos nosso herói: na coletiva de imprensa afirmando ser o homem dentro da armadura. Desde então o mundo tem estado em paz graças a constante vigilância de Tony (Robert Downey Jr.). Mas era óbvio que o governo não iria deixar isso barato. Em especial se lembrarmos que as Indústrias Stark tinham um contrato de fornecimento de armas para eles. E aí Tony vai e cria a melhor arma de todas e não quer dividi-la?

O que nos leva ao fato do Tony ser megalomaníaco e estar embriagado pelo sucesso que o Homem de Ferro tem feito. Por ser ele o criador e criatura ao mesmo tempo. Lembrem-se que sempre adorou a fama de playboy, conquistador e aqui não seria diferente. Por algum tempo ele até tentou ser humilde e entender os problemas do mundo. Mas parece que isso não durou. E voltou a crer que a sua existência é um presente para a humanidade. Piorando a sua relação com o governo, em especial com o Senador Stern (Garry Shandling†) [que mais tarde iríamos descobrir ser parte da Hydra].

Logo, era óbvio que o governo iria procurar uma outra fonte de distribuição e somos apresentados a Justin Hammer (Sam Rockwell). Uma espécie de Tony Stark falsificado. Hammer é concorrência direta de Stark desde sempre por possui as Indústrias Hammer que também produz armamentos. Entretanto, por sua personalidade, Tony sempre conseguiu os contratos, ainda mais com o governo americano, deixando o concorrente para trás. Lhe causando rancor e inveja que nutriu por alguns anos. Transformando-o num vilão bem fraco e que viria a se unir com outro como ele: Ivan Vanko (Mikey Rourke).

Bem diferente da surpresa com Obadia (Jeffrey Bridges) em Homem de Ferro, aqui a confronto do Tony não é com exatamente com os vilões, mas com ele mesmo e Pepper (Gwyneth Paltrow) e Rhodey (Don Cheadle). Por conta da intoxicação pelo paládio em seu mini reator, acaba tomando decisões precipitadas que o distancia das duas pessoas que mais se importam com ele. Em razão disso, nem Justin Hammer nem Ivan Vanko [encarnando o vilão Whiplash mas que não chega a ser chamado assim] são páreo para o Homem de Ferro e contribuem muito pouco para a trama em si. Porque a atenção do Tony está voltada em resolver o problema com o seu mini reator e consertar a situação com Pepper e Rhodes.

É então que surge o grande salvador Nick Fury (Samuel L. Jackson). O personagem apareceu na cena pós-crédito do primeiro filme, mas ninguém desconfiava que fosse ter uma participação tão grande e tão cedo. É ele quem entrega a Tony alguns itens que guardou de seu pai, Howard Stark (John Slattery). Entre alguns rolos de filme e caderno de anotações, ele descobre um novo elemento que pode salvar a sua vida. Também descobre que sabe muito pouco sobre seu pai. Como por exemplo ele ter sido um dos membros fundadores da S.H.I.E.L.D. Fury também envia Natasha (Scarlett Johansson) para vigiar os passos do milionário e lhe entregar um relatório. Que acaba não sendo nada favorável ao Tony.

Chega o momento de ter que enfrentar Ivan Vanko, mas, de novo, a luta em si não tem importância para a trama. Mas sim a ligação entre Tony e Rhodes que finalmente se torna o Máquina de Combate. Antes ele não queria dividir nem a sua invenção e nem a sua fama. Mas acaba vendo que uma vida solitária não é a melhor coisa do mundo. Mesmo com toda a fama que o traje lhe trouxe, voltar sozinho para uma mansão em Malibu, sem ter com quem dividir o dia é ruim. Assim os dois se unem e derrotam tanto Vanko quanto Hammer. Se bem que o segundo é obra de Pepper Potts.

Fury então lhe apresenta a Iniciativa Vingadores e diz que não o quer na equipe. Está mais interessado em outros nomes e que apareceram sutilmente ao longo do filme. O Capitão América em forma de quadrinho dentro do baú do Howard e no escudo inacabado na oficina; e Thor como o incidente no sudeste do país e por fim a imagem do Mjolnir enterrado num buraco no Novo México. Por mais que tenha feito uma aparição no filme O Incrível Hulk ao conversar com o General Ross (William Hurt), aqui é a primeira vez que referências diretas são feitas aos vindouros filmes do universo. Ainda por cima na sequência de lançamento no cinema.

Homem de Ferro 2 tem falha apenas na escolha dos vilões para enfrentar o herói. Não são bem construídos e ficam de qualquer jeito na trama. Aumentando o número de subtramas sem necessidade. O grande inimigo do Tony Stark vai sempre ser ele próprio. E o seu ego.

Ficha Técnica
Diretor: Jon Favreau 
Roteiro: Justin Theroux 
Elenco: Robert Downey Jr., Gwyneth Paltrow, Don Cheadle, Sam Rockwell, Scarlett Johansson, Mickey Rourke, Samuel L. Jackson, Clark Gregg, John Slattery, Gary Shandling, Paul Bettany, Leslie Bibb, Kate Mara, Jon Favreau
Duração: 2h04min