Share
“Guardiões da Galáxia vol. 2”: Explicando as cenas pós-créditos!

“Guardiões da Galáxia vol. 2”: Explicando as cenas pós-créditos!

Não foi a Marvel Studios que inventou as cenas pós-créditos, mas com certeza é responsável por popularizá-la. Desde Homem de Ferro aprendemos a muito custo que não devemos sair do cinema até o término dos créditos.

Tal feito se deve a Kevin Feige que disse uma vez numa entrevista que gostaria que todos os profissionais que trabalharam no filme fossem apreciados e que isso raramente ocorre já que as pessoas saem da sala de cinema ou mesmo param o filme em casa assim que os créditos sobem. Não dá para negar que ele encontrou uma bela alternativa.

Acontece que James Gunn foi ainda mais longe. Quando pensávamos que duas cenas pós-créditos em cada filme era suficiente, vem o diretor e aumenta esse número para cinco cenas que se intercalam entre os créditos não sendo sequenciais. Dentre elas quatro possuem uma importância e peso para o próximo filme que já foi anunciado e também para o universo cinematográfico da Marvel como um todo.

Por isso, aqui vão as explicações de cada uma delas e que vão estar cheias de spoilers, logo, se ainda não viu o filme siga em frente por sua conta e risco ou salve para ler depois.

CENA 1 – HERANÇA DO YONDU

Kraglin e Yondu

Uma das cenas mais tristes desse filme, que tem muitas, é o sacrifício do Yondu (Michael Rooker) e consequentemente a homenagem que prestaram a ele. Mas, vimos que só consegue controlar a Flecha Yaka graças ao acessório que prende na cabeça fazendo as vezes de um moicano. E ninguém menos que Kraglin (Sean Gunn) decide tentar a sorte e controlar a flecha tal qual seu capitão fazia. Só que não é uma tarefa assim tão fácil, pois é preciso atingir uma nota específica ao assobiar para criar estabilidade e controlar a flecha. Ficou claro que o Kraglin não consegue atingir essa nota ou o Drax (Dave Bautista) não teria sido atingido. Ao menos foi um ferimento superficial. Outro ponto a se destacar nessa cena é que com o que foi mostrado, bem provável que o Kraglin ganhe mais espaço na equipe ou quem sabe seja o líder de seu próprio bando de Ravagers.

CENA 2 – OS ORIGINAIS

Esq – Dir: Yondu, Vance Astro (não apareceu), Nikki (não apareceu), Starhawk (Stallone e Yeoh), Martinex (Rosenbaum) e Charlie-27 (Rhames)

Quando anunciada a participação de Sylvester Stallone no longa todos ficaram curiosos sobre qual papel ele iria interpretar e olha, não decepcionou. Gunn visionou Stallone como Stakar Ogord um dos maiores e mais antigos líderes dos Ravagers e que salvou o Yondu quando ele era um escravo, porém não o via mais com bons olhos dado o fato dele ter quebrado o código de honra dos Ravagers ao aceitar traficar crianças a pedido do Ego (Kurt Russell), o que inclui o próprio Peter Quill (Chris Pratt). Isso foi desfeito quando Yondu se sacrifica para salvar o Peter e recebe um belo funeral ao estilo dos Ravagers e tendo a honra restaurada em meio aos seus.

Krugarr um obscuro personagem da Marvel Comics

O que vimos nessa cena com a presença de Stallone, Michele Yeoh e Ving Rhames e outros personagens era a reunião da equipe original dos Guardiões da Galáxia que tiveram sua primeira aparição nos quadrinhos lá em 1969. O Stakar Ogord é na realidade o nome de Starhawk, Yeoh seria a Aleta Ogord e Rhames seria o Charlie-27. Os outros três personagens que me arrisco a nomear apenas dois dos atores são o Michael Rosenbaum (Lex em Smallville) como Martinex T’Naga, Krugarr e Mainframe que é dublado pela cantora e atriz Miley Cyrus. Agora, quem são eles?

  • Starhawk  e Aleta Ogord são a versão masculina e feminina do mesmo personagem. Ambos tem o poder de viajar no espaço usando a velocidade da luz, conseguem usar energia para várias finalidades incluindo curar feridas.
  • Charlie-27 é um homem brilhante e excelente estrategista militar. Sabe usar muito bem a força a seu favor no campo de batalha e também comandar frotas e outras equipes.
  • Martinex T’Naga é um humanoide que possui o corpo coberto por cristais e é de Plutão. Possui treinamento científico e ainda que seu corpo seja mais resistente do que o de um humano normal, quando ferido leva mais tempo para se curar.
  • Krugarr é o futuro sucessor do Doutor Estranho e veio lá do século 31. O que quer dizer que possui poderes mágicos como ficou claro na cena com ele conjurando dois joinhas assim como o Strange conjura mandalas.
  • Mainframe é uma IA (inteligência artificial) que é a futura versão do Visão lá do século 31.

OBS: O Yondu também fazia parte dessa equipe original de 1969.

CENA 3 – PUBERDADE

Não a toa Groot roubou a cena no primeiro filme, aqui foi a vez da sua versão criança, bem adorável, ter seu momento de glória e era meio óbvio que ele iria crescer, mas como isso vai funcionar exatamente? Nessa terceira cena vemos que Groot (Vin Diesel) se transformou num adolescente recluso, debochado e que não quer saber de limpar seu quarto, tendo interesse só em ficar jogando, um claro retrato dessa geração atual que vive ligada aos eletrônicos. Nos dando dois pontos interessantes, sendo o primeiro o fato do Peter Quill ter assumido esse papel de “pai” do Groot e estar tentando educa-lo a partir do que acha que certo e também replicando o que o Yondu fez com ele. O segundo ponto positivo é que agora existe mais uma pessoa que compreende o que o Groot está falando, o que deve aumentar de modo considerável a interação entre os personagens sem que o Rocky (Bradley Cooper) precise ficar traduzindo tudo.

CENA 4 – O CASULO

Os eventos do filme abalaram tanto Ayesha (Elizabeth Debicki) que ela está até com o visual desgrenhado, algo que vai contra a cultura do seu povo que é desenhado geneticamente de modo que sejam perfeitos e não cometam erros, e a Sacerdotisa falhou não apenas uma quando contratou os Guardiões e o Rocky roubou as baterias, mas duas vezes quando foi atrás deles em duas ocasiões e sacrificou as frotas sem sequer conseguir capturá-los. Logo, significa atitudes desesperadas da parte dela levando-nos ao casulo (que apareceu previamente na posse do Colecionador em Thor: O Mundo Sombrio) e um nome: Adam.

Ayesha está se referindo sem a menor sombra de dúvidas ao Adam Warlock, um personagem criado em 1967 que é considerado uma espécie de Deus dentro do universo da Marvel e participou de inúmeras equipes incluindo os Guardiões da Galáxia como explicado no outro post. Ele foi criado por um povo similar aos Soberanos, mas se rebelou contra eles. Em suas viagens pelo espaço tomou posse da Gema da Alma, passando a ter a habilidade de absorvê-las e também de senti-las. Num outro momento encontra com Magus, um inimigo direto do Thanos (Josh Brolin), e que confessa a ele ser sua versão alternativa do futuro e acaba conseguindo controlar o Adam levando-o a loucura ao prendê-lo em seu reino. É aí que Thanos toma consciência de que o Magus está em posse da gema e decide sequestrar a Gamora de um futuro alternativo para treiná-la para combater o inimigo. Num determinado momento a guerreira consegue liberar o Adam e ele luta contra o Thanos, apagando assim a versão do Magus em ambas as linhas do tempo e derrotando o Thanos.

O que significa que o personagem vai ter um papel vital dentro do universo cinematográfico da Marvel, pois sabemos que o Thanos é o vilão principal desses filmes e que os conecta. Agora fica a pergunta: quem vai interpretar esse papel? Quem seria ideal?

CENA 5 – À DERIVA

A última cena pode parecer boba ou insignificante para alguns, mas na verdade tem um peso importante. Ao vermos o Stan Lee como um astronauta à deriva em um planeta qualquer e cercado por seres estranhos e carecas, conhecemos os Watchers. São seres poderosos e parte de uma raça antiga que há eras tem a missão de observar passivamente os acontecimentos no universo. Eles só aparecem, ou seja, fazem com que sua presença seja notada por outros, quando um grande evento está prestes a acontecer. O que representa um mau sinal para todos os heróis do UCM e que algo grande vem por aí, não sei, talvez a Guerra do Infinito? Tenso.

Em Guardiões da Galáxia vol. 2 tivemos não apenas easter eggs nas cenas pós-créditos, mas sim uma infinidade de informações que complementam tanto a trama desse filme como os demais títulos que ainda vão ser lançados.

fontes parciais: marvel.wikia.com e marvel.com/database