Share
“Homem-Aranha: De Volta ao Lar” acerta em cheio no aracnídeo

“Homem-Aranha: De Volta ao Lar” acerta em cheio no aracnídeo

Depois do vislumbre que tivemos em Guerra Civil, a expectativa só cresceu acerca do filme solo do cabeça de teia. E Homem-Aranha: De Volta ao Lar acerta em cheio a proposta, ainda que com leves erros.

Os filmes de 2002 e 2012, respectivamente, traziam homens interpretando o papel de um adolescente (ambos atores com 27 anos na época), mas que enfrentavam os problemas típicos de um jovem prestes a se formar. Contudo, essa vida escolar foi pouco aproveitada e os conflitos dos heróis ocorria mais fora da sala de aula.

E esse acaba sendo o grande diferencial do longa de Jon Watts. Aqui temos um garoto de 15 anos (Tom Holland completou 21 recentemente) que precisa aprender a conciliar sua recém vida de super herói com as atividades escolares. O que complica ainda mais depois dos eventos de Guerra Civil, o pontapé inicial do filme. Com tanta empolgação e possibilidades de crescimento, Peter quer mostrar que é capaz de pertencer a este grupo. Afinal, que garoto não gostaria de impressionar seu herói favorito? Neste ponto a escolha de Tom Holland foi acertada. O ator demonstra ter esse deslumbramento tanto dentro quanto fora das telas, tornando crível sua atuação enquanto Peter Parker e Homem-Aranha.

homem_aranha_de_volta_ao_lar_media_geek_um

Por outro lado, é justamente essa empolgação que vai ditar os acontecimentos do filme. Ao passo que Peter tenta a todo custo chamar a atenção de Tony Stark (Robert Downey Jr.), cai no meio de uma operação clandestina que revende armas feitas com artefatos deixados para trás durante o ataque dos Chitauri em Nova York. Essa operação é comandada por Toomes (Michael Keaton) que teve que modificar sua linha de trabalho após a intervenção das Empresas Stark.

Acontece que Peter ainda é um “herói em treinamento”, que necessita de alguém para guiá-lo a fim de não cometer erros. E o garoto esperava ter esse respaldo do Homem de Ferro, porém, o bilionário não aparenta estar interessado nas descobertas dele. O que fazer então? Seguir por sua conta e risco, pois o senso de justiça é um dos pontos fortes do personagem. E é quando começam os dilemas que rodeiam Peter.

homem_aranha_de_volta_ao_lar_media_geek_dois

Ao mesmo tempo que quer mostrar sua capacidade como herói, não sabe exatamente se está fazendo a coisa da maneira certa, porque bem, ele é só um garoto do Queens de 15 anos. E é toda essa incerteza e determinação que ajudam a construir a essência do personagem durante Homem-Aranha: De Volta ao Lar. Ele sabe das suas obrigações como estudante, mas sente que seu dever como o “amigão da vizinhança” é mais importante. O que é outra característica do personagem que sempre brigou com esses dois lados da vida nos quadrinhos e não saber balanceá-los muito bem.

O que o difere de Toomes/Abutre – criando um contraponto inteligente entre os dois – que em momento algum demonstra arrependimento ou incômodo por ter trocado sua linha de trabalho honesta por uma ilegal. É o típico caso de “fazer uma limonada com os limões que a vida lhe dá”, mesmo que eles sejam os mais azedos. A mudança começou de forma nobre, mas rapidamente tomou outro rumo e Toomes soube se adaptar a ela rápido. Não teve necessidade de explicações maiores sobre a conduta do vilão e outros artifícios que normalmente vemos em filmes do gênero, o que é um alívio. A resposta esteve clara desde o início, alguns vilões são maus e é isso.

Deixando Peter com um enorme desafio nas mãos ao ter que enfrentar bandidos que não vão pegar tão leve com ele como fez o Capitão América. E o fato de ser deixado no escuro por muito tempo, não contribui em nada com a ansiedade do garoto em querer provar seu valor. O que o faz cometer erros e machucar a si e outras pessoas.

O longa não é perfeito, mas também não é essa a intenção. Cumpre com eficácia a proposta, e felizmente, as falhas encontradas são pequenas e não interferem de forma direta como o timing de algumas cenas, cortes abruptos e a falta de um desenvolvimento melhor da personagem da Tia May (Marisa Tomei).

homem_aranha_de_volta_ao_lar_media_geek_quatro

Homem-Aranha: De Volta ao Lar possui um roteiro que gostamos de chamar de ‘redondinho’, com boas piadas que casam com a natureza dos personagens e uma origem não tão convencional de um dos heróis mais emblemáticos da Marvel. Não temos conflito de família, não temos Tio Ben morrendo (ufa!), não temos complicações amorosas, apenas um jovem de 15 anos que foi picado por uma aranha radioativa, descobre ter super poderes, ainda não os domina por completo, mas sabe que precisa fazer a diferença. Mesmo que seja começando devagar, ali no Queens sendo o amigão da vizinhança e não faltando mais as aulas.

Ficha Técnica
Diretor: Jon Watts
Roteiro: Jonathan Goldstein, John Francis Daley, Jon Watts, Christopher Ford, Chris McKenna, Erik Sommers 
Elenco:  Tom Holland, Michael Keaton, Jon Favreau, Zendaya, Donald Glover, Tyne Daly, Marisa Tomei, Robert Downey Jr., Jacob Batalon, Laura Harrier, Tony Revolori, Gwyneth Paltrow 
Duração: 2h13min