Share
Na Estante: “Dois Irmãos” de Gabriel Bá e Fábio Moon

Na Estante: “Dois Irmãos” de Gabriel Bá e Fábio Moon

Uma pena que hoje em dia poucas pessoas deem importância a literatura brasileira. Na verdade, quase ninguém sabe quem são os autores atuais e quando indagados se referem a nomes antigos como Machado de Assis, Guimarães Rosa, Euclides da Cunha, Monteiro Lobato e até, sem brincadeira, José Saramago. Tirando o último que não é brasileiro, os demais já não lançam livros novos a boas décadas. No entanto, nunca vão deixar de ser parte importante do legado da literatura do país.

Porém, o mundo continua girando e ninguém pode ficar parado no tempo. Logo, o que anda acontecendo no cenário literário brasileiro que poucas pessoas se dão o trabalho de descobrir?

Um nome que tem sido falado ultimamente é o do manauara Milton Hatoum. O escritor e professor é considerado ultimamente um dos grandes escritores vivos no Brasil. Diferente do que pensam por aí, ele já está na ativa há um bom tempo, mas somente com o lançamento do romance Dois Irmãos que recentemente foi relançado, passou a ter seu nome mais conhecido. O sucesso do livro foi tanto que acabou de ganhar uma versão em HQ pelas mãos dos talentosíssimos irmãos Fábio Moon e Gabriel Bá, que assim como os personagens retratados na HQ, são gêmeos.

capairmaos3O livro lançado por Quadrinhos na Cia. um selo da editora Companhia das Letras, narra o drama familiar em torno dos gêmeos Omar e Yaqub que foram separados enquanto crianças e se reencontram anos mais tarde. Entretanto, são dois estranhos um para com o outro. E a semelhança é meramente física, não fosse por uma cicatriz no rosto de Yaqub para diferenciá-los.

O drama é centrado em Manaus, numa época outrora esquecida e que navega sutilmente pelos traços fortes de Bá e Moon. Com poucos diálogos, narrados por um espectador da trama, vamos conhecendo os irmãos e seus pais que se dividem para amar os filhos. Enquanto a mãe é inteiramente devota a Omar, minando os relacionamentos do rapaz, assim como sua capacidade para qualquer outra atividade. o pai gosta de enaltecer os feitos grandiosos de Yaqub e de retratá-los para os amigos. No fundo, Halim gostaria mesmo era de não ter tido filhos. E flutuando em torno dessa bolha parental ainda tem uma filha que possui bastante fibra e que só vem a ser reconhecida anos mais tarde.

capairmaos4

Dois Irmãos é uma história forte que encontra em sua narrativa um modo ímpar de passar aos leitores o que acontece. Nunca do ponto de vista daqueles retratados e sempre através dos olhos de terceiros. Assim vai se formando um retrato que necessariamente pode não ser tão fiel, já que, não sabemos o que pensam os gêmeos Omar e Yaqub. Mas, acaba sendo o suficiente para embarcarmos por completo dentro do quadrinho. As narrativas vão se misturando e montando o retrato daquela família tão funcional e disfuncional ao mesmo tempo, nos fazendo questionar nossa relações interpessoais com mãe e pai e indagando dos desejos secretos que nem sempre são ditos em voz alta. Aqui, as ações contam mais que palavras, ainda que nem sempre uma chegue a condizer com a outra.

O romance já teve os direitos adquiridos e irá virar uma minissérie com o ator Cauã Reymond no papel de Yaqub e Omar, além de estar sendo traduzido para outros idiomas como italiano e francês.