Share
OnBox: “Agent Carter” continua excelente na 2ª temporada

OnBox: “Agent Carter” continua excelente na 2ª temporada

gradeaSou um tanto suspeita para analisar a série da Agent Carter. Desde que a personagem apareceu no primeiro filme do Capitão América me encantou de imediato e descobrir que ela ganharia uma série própria, me deixou mais feliz ainda. Afinal, numa época em que muito se discutia a dificuldade de mulheres em papéis fortes e solos, ter Peggy Carter (Hayley Atwell) chutando bundas em horário nobre era mais do que válido.

A primeira temporada veio, meio desacreditada, e pegou a todos de surpresa. Não apenas o conteúdo do enredo estava bem construído, criando vínculos com arcos importantes da história da Marvel nos quadrinhos, como também o elenco escolhido soube fazer jus a proposta da série. Ainda assim, perigou não ter uma nova temporada e levou alguns meses até que finalmente um anúncio fosse divulgado e com algumas mudanças.

A ambientação do seriado não mais seria em Nova York e a agente especial Peggy Carter se mudaria para a ensolarada Los Angeles em Hollywood. Bem, as mudanças não pararam por aí.

agentc1

Parece que trocar o local fez com que alterasse também o tom de humor do show, ficando mais leve. Tal efeito refletiu-se nas atuações e acabou dando mais destaque a parceria entre Peggy e Jarvis (James D’Arcy) que é o carro-chefe do seriado desde o principio. No quesito enredo, preferiram jogar em terreno seguro e usaram como gancho a mesma matéria negra que foi apresentada em outra série da Marvel a Agents of SHIELD, criando assim uma espécie de “origem” para o surgimento da estranha massa que transporta as pessoas para outro mundo. (Assista o outro seriado para entender melhor a que me refiro). Todavia, tal deslize não tira os méritos alcançados por seu elenco que são as verdadeiras estrelas e razão para o sucesso da série.

agentc2

Os criadores souberam construir personagens aquém de estereótipos para um seriado que se passa na década de 50. Eles estão a frente do seu tempo e isso enaltece mais o papel das mulheres em cena que são não se limita apenas na principal. Temos também uma forte antagonista (a Dottie), a boa esposa e nessa temporada a vilã super inteligente que é atriz famosa de Hollywood. E tudo isso sem utilizar de recursos pedantes geralmente atribuídos a personagens femininos. O que houve foi uma total desconstrução de paradigmas o que elevou mais o nível de excelência da série. Mesmo quando o assunto era o coração de Peggy, tema trivial e comum nessa área, não foi abordado de forma leviana e bobinha. Pelo contrário, aprendemos em um flashback o motivo que fez com que a agente optasse por essa vida. E todos torcemos pela felicidade da personagem.

agentc3

Agent Carter mais uma vez se encontra na corda bamba e não sabemos qual será o destino escolhido pelos chefes da emissora ABC. Espero ansiosamente que decidam renovar para mais uma temporada e deem um fim digno para Peggy Carter e companhia. Ela e nós merecemos.

legendagrades1