Share
“Operação Overlord” – O terror dentro e fora da guerra

“Operação Overlord” – O terror dentro e fora da guerra

A Segunda Guerra Mundial foi um marco na história. Até hoje relatos inéditos continuam surgindo e é nesse gancho que J.J Abrams e Julius Avery encaixam Operação Overlord.

O longa retrata a missão de soldados americanos que precisam derrubar uma torre de comunicação alemã bem no dia D. Todavia, a tarefa não vai ser nada fácil, principalmente porque estão em menor número e no território inimigo. Se não bastasse isso, encontram Chloe que relata a eles outros terrores da guerra. No mesmo local onde está a torre, os alemães realizam experimentos com os habitantes locais cujo resultados são assustadores. A missão acaba de complicar mais.

Operação Overlord usa a guerra como base para explorar um outro universo bem familiar: o dos zumbis. Só que dessa vez não temos uma horda deles correndo pelos campos minados. Aqui estão sendo preparados com um propósito específico que é ser quase imortal. Dessa forma, os inimigos vão cair primeiro e assim o terceiro Reich se tornaria eterno. E a forma com a qual eles são descobertos é o trunfo do filme.

Há toda uma construção da atmosfera de suspense até introduzir os elementos de terror relacionados aos experimentos dos alemães. O cenário escolhido também contribui bastante para tal, assim como os personagens. A escolha de atores não tão conhecidos facilita para prender a atenção do espectador na trama e não tanto no destino de seus personagens. Claro que existe a questão da empatia e da conexão e querer que eles sobrevivam, mas isso não é tão relevante quanto a história em si.

Dessa maneira, as cenas de ação, que utilizam desses elementos de terror como certos ângulos de câmera, se tornam o verdadeiro atrativo de Operação Overlord e não decepcionam. Tem luta, explosões, troca de tiros, tortura e armadilhas. Tudo muito bem elaborado a fim de construir corretamente esse atmosfera de terror que permeia uma zona de guerra. Tanto na linha de combate como no entorno dela. Até mesmo porque a guerra acaba impactando não apenas aqueles que estão lutando, como também os que vivem nas zonas de combate. Por isso o terror da guerra não é um só.

Ficha Técnica 
Diretor: Julius Avery 
Roteiro: Billy Ray, Mark L. Smith 
Elenco: Jovan Adepo, Wyatt Russell, Mathilde Ollivier, Pilou Asbaek, John Magaro, Iain De Caestecker, Jacob Anderson, Dominic Applewhite, Gianny Taufer, Joseph Quinn, Bokeem Woodbine, Erich Redman, Mark McKenna, Hayley Carmichel, Marc Rissmann 
Duração: 1h49min 
Estreia: 8 de novembro