Share
Os best sellers de 2015 de acordo com o jornal The New York Times

Os best sellers de 2015 de acordo com o jornal The New York Times

O jornal americano The New York Times tem como tradição publicar semanalmente uma lista de livros mais vendidos dentro das categorias Ficção e Não-Ficção desde 1931. Porém, só passou a tomar proporção nacional em meados da década de 40.

A compilação é feita seguindo as vendas de 22 livrarias nos Estados Unidos e que, utilizando alguma matemática não explicada, compila os livros que foram mais vendidos em cada uma delas e por quanto tempo eles continuam sendo procurados pelos leitores. As categorias foram atualizadas e divididas em livros físicos, ebooks, capa dura, brochura, ficção e não-ficção e combinações entre eles como capa dura não-ficção, por exemplo. É possível ir no site do jornal e verificar a lista completa do ano todo, mesmo que ainda não tenha terminado.

Fique agora com os best sellers de Ficção de 2015:

1º lugar – A Garota do Trem (Editora Record)

O livro ficou praticamente três meses seguidos de Fevereiro a Abril no topo e depois voltou a figurar a lista em semanas diferentes em Maio e Junho também.
gatrem

2º Lugar – Grey (Editora Intrínseca)

A  história do famoso livro Cinquenta Tons de Cinza contada pela perspectiva do personagem Damian Grey tomou conta do mês de Julho.

grey

3º Lugar – Perdido em Marte (Editora Arqueiro)

O livro que deu origem ao filme com Matt Damon ficou três semanas de Outubro no topo.

Perdido-Em-Marte2

Vá, Coloque Um Vigia (Editora José Olympio)

Após 50 anos sem publicar nada, a autora Lee Harper lança novo livro com a mesma heroína de O Sol É Para Todos.

leeharper

4º Lugar –  Toda a Luz Que Não Podemos Ver (Editora Intrínseca)

O livro ganhador do Pulitzer ficou Dezembro de 2014 e seguiu em Janeiro como primeiro na lista de best seller.

todaluz

A lista contou ainda com diversos outros títulos como Finders Keepers (Stephen King), Garota Exemplar (Gillian Flynn), See Me (Nicholas Sparks), Cross Justice (James Paterson), entre muitos outros. Alguns títulos não possuem previsão de lançamento no Brasil.