Share
Os filmes que podem ‘flopar’ em 2018!

Os filmes que podem ‘flopar’ em 2018!

Quais filmes que podem flopar esse ano? A gente sempre espera que todos eles atinjam seus objetivos. Infelizmente, não é algo garantido.

O termo “flopar” foi transformado pelos brasileiros a partir do verbo em inglês flop. Que significa ser um fracasso ou total fiasco de acordo com nosso amigo Google. O termo vem sido usado com frequência na indústria para determinar a derrocada de alguns títulos. Por isso, indo na contramão do que esperar assistir este ano, aqueles filmes com grandes expectativas, optei por listar alguns títulos que creio podem flopar nas bilheterias.

Foram selecionados principalmente a partir de históricos de fracasso dentro do gênero, por se tratar de sequências ou remakes. Não há dados concretos de que graças a tais fatores os títulos a seguir vão falhar, porém, as estatísticas e o público não mentem.

X-MEN: FÊNIX NEGRA

O histórico do filme dos X-Men não é lá muito nivelado e as opiniões divergem acerca deles. Talvez o único fato unânime seja a escolha de Hugh Jackman como Wolverine. Ainda que o ator não se encaixe fisicamente na descrição do personagem, ele assumiu o papel com orgulho e dedicação. Fora isso, X-Men: Primeira Classe é o que pode ser destacado dessa nova leva de filmes da franquia. E agora com o anúncio de que pretendem mesmo lançar um filme solo da Fênix Negra, mais dúvidas e sobrancelhas se levantam.

A personagem é bem cultuada e querida mesmo tendo uma passagem meio relâmpago nos quadrinhos inicialmente. E muitos acham que a atriz Sophie Turner, a Sansa Stark de Game of Thrones, não é adequada para o papel. Além do que a história da Fênix Negra é um dos arcos mais importantes dentro da história do X-Men e os fãs temem que não saibam fazer jus a ele. Mesmo porque há discrepâncias na forma como vai ser adaptado.

Saldo final: Medo.

AQUAMAN

Ok. Não quero que esse filme dê errado, mas, devido ao recente histórico da Warner Bros. e os filmes de super heróis da DC Comics não consigo não ter dúvidas. Ninguém acreditava em Mulher-Maravilha e por isso foi um sucesso. Só que com Aquaman está sendo diferente. E o personagem não é tão querido dos fãs que ainda acham que ele fala com peixes. Jason Momoa parece ter se encaixado no papel e teve um participação pontual em Liga da Justiça, só que a dúvida se consegue carregar um filme solo permanece.

Pode ser que o Aquaman fique caricato demais aos olhos do público, ainda mais com tanto tempo de tela. Pode ser também que haja problemas com o CGI como nos outros filmes e Atlantis não fique bem feita. Ou que a química entre ele e Mera não funcione.

Saldo final: Incerteza.

TOMB RAIDER: A ORIGEM

Um filme baseado num game. Um filme baseado num game premiado, ainda por cima. Sabemos que o gênero não possui boas adaptações e por isso há grandes chances de que essa nova versão dê errado. Ok, temos a oscarizada Alicia Vikander no papel principal. Ela é uma ótima atriz e pelas imagens divulgadas está se empenhando no papel da Lara Croft, só que de novo, o gênero de filmes que são adaptados de games tendem a fracassar, por mais que o público goste.

Algo sai errado, o filme fica sem graça ou faltando algo pertinente à trama e pronto. Flop na bilheteria. Talvez por isso a divulgação esteja sendo mínima, para não elevar tanto a expectativa do público. E até mesmo bons atores precisam fazer filmes duvidosos vez ou outra.

Saldo final: Incerteza.

UMA DOBRA NO TEMPO

Difícil da Disney fracassar de fato em algum de seus filmes. Todavia, essa adaptação literária vai um pouco além do quesito aventura que costuma existir nos filmes do estúdio. O livro não é tão fascinante assim (sei porque estou lendo) e a única coisa que pode prender a atenção do público é o elenco com nomes como Oprah Winfrey, Chris Pine e Reese Whiterspoon. Sem esquecer que se trata de uma saga, então, é preciso amarrar bem a trama para não deixar pontas soltas. A não ser que eles queiram desenvolver todas as outras histórias, algo que não foi divulgado ainda.

Pode ser que não funcione pela proposta inusitada do filme, mas, talvez os efeitos especiais acabem virando a mesa a favor de Uma Dobra no Tempo.

Saldo final: Medo.

CÍRCULO DE FOGO – A REVOLTA

Aqui está um filme que chegou despercebido do grande público e só fez “sucesso” algum tempo depois da estreia. Agora ganha uma sequência e quem não gosta de robôs gigantes e kaijus? A questão é: será que o público quer ver mais disso e com outros personagens? Não há problemas com filmes em sequência, mas não dá para negar que a credibilidade cai um pouco quando o elenco principal muda por completo de um filme para outro. Ainda mais se eles não morreram e tiveram um final satisfatório. E pelo que parece há uma continuação na trama de um para o outro.

John Boyega vem cada vez mais conquistando espaço na indústria, mas, nem sempre um ator consegue carregar sozinho o filme. Tem outros fatores envolvidos aí que precisam ser levados em consideração. Como não ser dirigido pelo Guillermo del Toro, por exemplo.

Saldo final: Dúvida.

RAMPAGE

Ficou estabelecido em 2017 que Dwayne ‘The Rock’ Johnson é o cara. Ninguém está negando isso. Só que vai estrelar um filme baseado num game e ao lado de um gorila albino gigante? Quais as chances que tem de fazer sucesso? Claro, o público pode adorar a empreitada e achar super divertido. Um bom filme para assistir comendo pipoca, só que é preciso mais do que isso para ter sucesso. Todas as cenas de ação que o filme promete e uma história aparentemente fraca pode vir a cansar o espectador que no fim vai se questionar o que está assistindo.

The Rock atrai o público, fato. Mas não pode fazer milagre sempre.

Saldo Final: Medo.

PREDADOR

Não você não leu errado. Vai ter mais um filme do predador e sem Arnold Schwarznegger. O elenco é excelente, tem vários nomes conhecidos como Thomas Jane, Sterling K. Brown, Alfie Allen, Boyd Holbrook e Shane Black como diretor e roteirista, mas, era mesmo necessário um remake a essa altura? E sem o Arnie que foi o que tornou a franquia popular? Além dele próprio. É mexer com a memória afetiva de algumas pessoas e sabemos no que isso resulta. Ou já esqueceram do remake de Ghostbusters?

Tudo bem, o filme de 1987 não é lá tão primoroso, nem bem acabado. Não discordo. Mas, de novo, é mexer com a memória afetiva das pessoas que gostam do filme mesmo assim. E decidem fazer um remakeIreboot (ainda não sei ao certo) e sem o ator principal?

Saldo final: Complicado.

HAN SOLO: UMA HISTÓRIA STAR WARS

Mexer com essa franquia tem dado o que falar no último mês. Os fãs se revoltaram tanto que até abaixo-assinado sem sentido fizeram. Não tem problema não gostar do filme, é normal. Acontece nas melhores famílias. O problema é quando as coisas saem muito do esperado e vira bagunça: como nesse filme.

No meio das gravações os diretores foram demitidos e tiveram que encontrar alguém para substituir. O que significa que grande parte do que foi feito teve que ser refeito por outra pessoa e ainda dentro do cronograma esperado. A escolha do ator para interpretar Han Solo um personagem ícone da franquia não tem agradado a todos. Alden Ehrenreich possui poucos trabalhos em sua carreira e nenhum deles de muito destaque. Para mais, dentro dos projetos de filmes além da franquia que tem sido apresentado como Rogue One, era mesmo de suma importância um filme contando a origem do Han Solo?

Saldo final: Complicado.

VENOM

Ok. Outro filme que gostaria que desse certo por razões de Tom Hardy e vai ser lançado no dia do meu aniversário. Desconheço a origem do personagem, não fui pesquisar ainda, mas como é uma produção da Sony Pictures sem o apoio da Marvel Studios, pode ser que não funcione. Ou que não atinja o que era esperado dele. Dizem que a história vai ser diferente de um filme de origem e vão focar mais no Eddie Brock sem ser o Venom. Ah! Também dizem que é bom não esperar uma aparição do Peter Parker. Não há muitas informações oficiais, o que por um lado é bom, mas por outro levanta certas dúvidas quanto ao produto final.

Não deixando de lado que o Venom é um dos principais vilões do Homem-Aranha e os fãs desse universo querem assistir a um produto de qualidade.

Saldo final: Medo.

HALLOWEEN 40 ANOS

Jaime Lee Curtis de volta à franquia que a tornou famosa. Vai ser um filme comemorativo, é fácil de notar pela data, porém, difícil não se perguntar como Mike Meyers continua vivo depois de tantos anos. Se bem que levaram o Jason Vorhees para o espaço, então, acho que todos os limites foram ultrapassados.

De todo o modo, com tantos outros filmes de terror fazendo sucesso como It e Invocação do Mal, fica a pergunta se ainda há espaço para o Mike Meyers aterrorizar o público como fez na década de 70? Será que a nostalgia vai prevalecer? Não sei.

Saldo final: Dúvida.

E este são os 10 filmes que podem flopar nas bilheterias mundiais. Não é possível prever o futuro, mas fica aqui essa pequena especulação de minha parte sobre títulos que ainda vão ser lançados!