Share
”Os Inocentes” aposta no sobrenatural e romance teen

”Os Inocentes” aposta no sobrenatural e romance teen

Os Inocentes (The Innøcents, título original) com certeza foi uma das maiores apostas da Netflix em 2018. Com a promessa de suspense e eventos sobrenaturais, a série chegou para agregar ao catálogo do gênero e inovar com uma nova proposta.

A trama logo apresenta a história da personagem principal June (Sorcha Groundsell). Uma jovem inglesa que mora em uma cidade pacata com o pai e irmão. O pai de June, John (Sam Hazeldine), apresenta uma proteção extrema com a filha, o que intriga os motivos por trás do seu comportamento exagerado e controlador.

June conhece o jovem Harry (Percelle Ascott), onde encontra conforto e uma possibilidade de ser feliz longe daquele lugar, no qual se sente presa e controlada pelo pai. Harry então planeja uma fuga para que os dois possam começar uma nova vida juntos.

Já na estrada e sem imaginar que o pior poderia acontecer, o inocente Harry ajuda um estranho no caminho, que tem como objetivo entregar uma mensagem misteriosa para June e capturá-la. Sem sucesso na captura, Steinar (Jóhannes Haukur Jóhannesson), persegue os dois sem descanso, com um único objetivo de levá-la a um lugar misterioso.

Para a surpresa do casal, June passa a apresentar comportamentos e habilidades sobrenaturais, difícil de serem compreendidos por ambos. Com base nos acontecimentos fora do normal, o casal inicia uma busca por respostas, ao passo que tentam fugir de Steiner.

Após encontrar algumas respostas, a personagem descobre que tem o poder sobrenatural de metamorfose, ou seja, ela pode se transformar em qualquer pessoa que tocar. Contudo, June se encontra perdida, sem saber controlar os novos poderes e colocando vidas em risco por onde passa.

Enquanto isso, os pais de June e Harry buscam por respostas para o desaparecimento inesperado dos filhos.

Nos episódios seguintes, um novo lugar, situado na Noruega, mostra um local onde o Dr. Halvorson (Guy Pearce) mantém pessoas que possuem a mesma habilidade que June, isoladas do mundo exterior, incluindo sua mãe. Mas este lugar não parece ser tão seguro quanto demonstra.

A Netflix apostou no sobrenatural mais uma vez, e não errou. No entanto, Os Inocentes apresenta episódios no qual o telespectador pode sentir falta de um pouco mais de ação e suspense. Deixando essas cenas apenas para os últimos episódios. Outra sensação que fica é que o sobrenatural poderia ter sido melhor explorado.

Apesar de algumas falhas no desenvolvimento da história, os cenários não erram e são encaixados perfeitamente em cada cena, com ângulos corretos e esteticamente planejados.  E os atores, apesar de novos, foram bem selecionados para alimentar a química e construir a essência dos personagens.

O último episódio de Os Inocentes entrega uma possível continuação, e talvez um novo rumo para a história de June.

Ficha Técnica
Criadores: Hania Elkington, Simon Duric
Roteiro: Elaine Pyke, Charlie Pattinson, Farren Blackburn
Elenco: Sorcha Groundsell, Percelle Ascott, Sam Hazeldine, Nadine Marshall, Jóhannes Hauker Jóhannesson, Laura Birn, Ingunn Beate Øyen, Arthur Hughes, Guy Pearce
Duração: 8 episódios