Share
“Para Todos os Garotos Que Já Amei” é tão romântico quanto o livro

“Para Todos os Garotos Que Já Amei” é tão romântico quanto o livro

Nem todas as cartas de amor são ridículas. Pelo menos não é assim que Lara Jean a protagonista de Para Todos os Garotos Que Já Amei pensa. Só que ela muda de ideia quando suas cartas secretas são enviadas. E a partir daí seu mundo pacífico vira de cabeça para baixo.

O longa da Netflix que estreou em 17 de agosto é baseado no livro de mesmo nome escrito pela autora Jenny Han. Nele o foco reside em cima da jovem de 16 anos Lara Jean Song Covey e sua família. Muito tímida e romântica, ela sonha em encontrar um amor de verdade como aquele que costuma ler nos livros e ver nos filmes. Acontece que ela não tem coragem de viver nenhuma dessas histórias. Até o momento que sai da sua zona de conforto e dá início a um namoro de mentira com Peter K.

Para Todos os Garotos Que Já Amei é bem parecido com o livro, exceto a falta de alguns conflitos necessários e uma maior construção de certos personagens.

A Lara Jean retratada no filme é bem mais corajosa do que aquela dos livros. Não duvida muito de sua capacidade e é também duas vezes mais sincera. Contudo, a sua forma original de se vestir continua ali. A atriz também triunfa ao apresentar a exata essência da personagem, com toda a sua doçura e timidez. Por outro lado, grande parte do que a personagem é se deve ao núcleo familiar o qual foi pouco explorado.

Sua relação com a irmã mais velha Margot ficou fragilizada e colocada de escanteio, sendo que as duas são muito unidas. O mesmo serve para sua irmã mais nova Kit. A menina foi mais utilizada como ponte para o início da relação com Peter K. E até mesmo o pai que é uma figura importante e parte do que as filhas são apareceu pouco.

É compreensível que o longa foque mais na vida amorosa de Lara Jean e a forma curiosa como se desenrola, porém, existem alguns elementos chave que ficaram de fora para que a personagem pudesse brilhar sozinha, quando a grande graça dela é justamente o oposto. Só consegue ser quem é a partir das pessoas que a cercam e que lhe ajudam a entender quem é a verdadeira Lara Jean. Algo que sozinha não consegue.

Para Todos os Garotos Que Já Amei é um longa adocicado e tão romântico quanto o livro, mas que vai fazer muita gente correr para as livrarias a fim de descobrir mais sobre Lara Jean Song Covey do que a Netflix apresentou. E acreditem, tem muito mais nessa história.

Ficha Técnica
Diretor: Susan Johnson
Roteiro: Sofia Alvarez
Elenco: Lana Condor, Noah Centineo, Janel Parrish, Anna Cathcart, Andrew Bachelor, Trezzo Mahoro, Madeleine Arthur, Emilija Baranac, Israel Broussard, John Corbett, Kelcey Mawema, Julia Benson, Joey Pacheco, Edward Kewin, Jordan Burtchett
Duração: 1h39min