Share
Recap: “The Handmaid’s Tale” – First Blood (02×06)

Recap: “The Handmaid’s Tale” – First Blood (02×06)

Quando penso que já entendi o que The Handmaid’s Tale tem em mente, eles chegam com um episódio como First Blood e me provam o contrário.

Depois de ter despertado novamente para à vida em Gilead, Offred está disposta a tentar se entender com Serena Joy e promover uma convivência pacífica. Mas, óbvio que algo dentro de seus termos. As duas são tão parecidas que chega a assustar. Talvez por isso mesmo o Comandante demonstre um interesse maior por Offred. Só talvez, porque nós sabemos que eles já tiveram uma aia antes e que as coisas não terminaram tão bem por conta dele mesmo. Algo que espero muito que seja mostrado em algum flashback.

O que First Blood mostrou foi a maneira com a qual os personagens precisam se adaptar a novas circunstâncias. Todos eles.

UM BRINDE À HARMONIA DA CASA

Offred está prestes a receber alta do hospital e o médico é bem categórico: esse bebê precisa de harmonia na casa. Algo que ressoa no âmago de Serena Joy. Na verdade, ela sabe exatamente o que a aia teve, me levando a pensar que ela já enfrentou antes uma situação parecida.

Assim como outras esposas em Gilead, Serena Joy tentou engravidar, porém não conseguiu ir adiante com a gestação. O que claro são suposições porque nada disso ainda foi dito na série. Ao menos nada relacionado ao fato de que ela e o Fred estivessem tentando ter filhos.

De volta à casa, Serena faz de tudo para deixar a aia confortável e até faz vigília durante o seu sono para garantir que ela esteja bem assistida. Chega até a convidar outras aias para alegrar Offred e por pouco tempo participa da reunião. Porém, algo ainda não parece certo para Serena Joy. Só parece que ela baixou a guarda. Quando a verdade é que ela está esperando o próximo “ataque” de Offred. Não há confiança entre elas. Mesmo que elas tentem muito e não é difícil né?

Além de Offred ter ficado longe por 92 dias, estava “pulando a cerca” com o Comandante e os dois tinham momentos privados no escritório. Brincando de Scrabble. Foi para isso que Serena Joy se sacrificou tanto? Para ter essa vida?

NUMA ENCRUZILHADA

Nick está numa situação complicada na casa dos Waterford. O Comandante Waterford fez questão de mostrar o alcance do seu poder ao “promover” Nick ao status de marido. Porém, o motorista não gostou nada disso. Não consegue encostar um dedo em Eden e a garota começa a se questionar.

Ela inclusive decide se abrir com Offred sobre o marido, temendo que ele seja um traidor do gênero. O que Offred prontamente garante que não, mas óbvio que sem entrar em detalhes. A menina ficaria horrorizada se soubesse.

Como apontei no outro episódio, ter Eden por perto é perigoso para os dois, pois ela sofreu uma forte lavagem cerebral desse regime e acredita piamente em todos os ensinamentos. Tia Lydia ficaria orgulhosa se a conhecesse. Logo, não tem como convencê-la do contrário e apenas entrar no jogo dela. Fazer o que ela quer a fim de não atrair confusão nem olhares externos. O exato conselho de Offred para Nick.

Só que a menina, como descobrimos, tem apenas 15 anos. Nick é um homem e possui princípios. Por isso que ele não consegue encostar na menina, porque para ele é isso o que ela é: uma criança. Mas a lei é a lei em Gilead e se ele quiser continuar a usufruir de sua liberdade, vai ter que se deitar com ela. O que aparentemente é um começo sem fim. A menina não queria só consumar o casamento. Ela quer uma criança.

UMA VOLTA NO PASSADO

Quase não temos visto a vida do Comandante Waterford nessa temporada, mas todas as vezes em que aparece, surge uma informação pertinente. Dessa vez é a reforma de um novo centro o qual vai se chamar Rachel and Leah Center. E óbvio que esse nome tem um significado importante:

Na Bíblia, em Gênesis 29, Leah se torna a esposa de Jacob, após uma fraude por parte de seu pai, Laban. Jacob na verdade queria se casar com Rachel, a filha mais nova de Laban e promete trabalhar por sete anos em troca disso. Laban concorda, mas na noite do casamento ele descobre que Laban mandou Leah no lugar de Rachel.

O que acaba sendo uma alusão ao que acontece em Gilead, onde os Comandantes se casam com as esposas, mas na verdade, eles se deitam com a aias. E o novo centro vai prometer justamente isso. O treinamento de mais aias para Gilead. Só que não para por aí. Esse mesmo prédio nos leva a um momento do passado de Serena Joy. Quando o regime estava começando a se formar e ela tentava trazer outras pessoas para o seu lado. Mostrar que a ideia deles iria na verdade salvar a humanidade. Ao passo que a multidão de estudantes a atacava, chamando-a de fascista e cria do Hitler. Fred a incentiva a não esmorecer e ela consegue se posicionar em meio a multidão e proferir algumas palavras. Mas a comemoração acaba com Serena Joy levando um tiro na altura do ventre. O que pode ser a razão dela não conseguir engravidar afinal.

POR UM FIO

No último trecho de First Blood, vemos que Serena Joy e Offred voltaram ao ponto inicial assim que a aia pede uma chance para ver a filha. É visível a mudança na expressão da esposa que estava achando tudo ótimo, para depois endurecer o olhar.

Offred é enxotada de volta ao seu quarto, que está mais aconchegante, mas ainda sombrio. E Serena Joy vai reclamar com o marido sobre a aia, afirmando que ela continua tramando e que não sabe mais o que fazer. Por outro lado, Offred sem querer decide jogar o seu charme, de novo, para o comandante e ver o que consegue tirar dele. A essa altura, pelo menos ela está tentando restabelecer a relação tóxica que possuíam. Sua posição não é tão vantajosa assim, mesmo estando grávida.

Comandante é sem dúvida uma criatura que foi prejudicada psicologicamente com esse novo regime. Aquele tipo de pessoa que não pode sentir o gosto do poder que muda por completo. Isso é visível nas lembranças do passado onde ele era serviente à esposa e agora está numa posição inversa. Nenhum dos dois parece muito confortável com isso. Em especial Serena Joy que parece estar mais e mais cansada e talvez se perguntando se tudo valeu mesmo a pena.

Depois de ter consumado seu casamento, Nick não poderia estar mais enojado. Pede ao Comandante Price que o transfira para outro lugar o mais rápido possível e promete contar segredos guardados de Waterford. Quais Nick? Talvez o que ele tenha feito com a outra aia? Ou algum segredo mais sério?

O SILÊNCIO QUE PRECEDE O ESPORRO

Olha, confesso que por essa não esperava. A gente fica tão anestesiada com todos os acontecimentos que qualquer ato fora da linha já é uma grande surpresa.

No meio da cerimônia de inauguração do novo centro, onde se reuniram todos os comandantes de Gilead, todos aqueles em posições de poder e responsáveis por instaurar esse regime, uma aia resolver bancar a mulher-bomba. Mas, se prestarmos bem atenção, não foi uma aia qualquer. Quem sai da formação e caminha até o centro da sala é Ofglen. A mesma que teve a sua língua cortada por defender Janine. A mesma que tomou o lugar de Emily. A primeira a se rebelar publicamente entre as aias.

E tal acontecimento ocorrer alguns dias após Offred questionar Alma sobre o pessoal do Mayday e a mesma informar que eles estavam em silêncio. Bem, vai ver que era isso o que estavam planejando. De alguma forma sabiam a data da inauguração, que todos (ou quase todos, não sabemos) estariam presentes e seriam alvos fáceis de atingir. Quem iria inspecionar aia por aia? Não. Eles governam através do medo e contam com isso para que nenhuma delas decida sair da linha. Melhor pensarem em outra estratégia.

CONCLUSÕES FINAIS

Oh. Meu. Deus. Praise Be the Lord.

Ok. Como mencionei acima, não esperava por esse final. De jeito algum. Quando as fotos da nova temporada saíram, e as aias estavam vestidas a caminho de um funeral, fiquei me perguntando quem iria morrer para ocorrer uma solenidade dessas. Agora acho que já tenho a minha resposta.

Como First Blood acabou ali, não dá para saber quem sobreviveu, quem foi enviado para o hospital e todo o desenrolar da história. Vamos ter que esperar o episódio 7, mas até lá, gostaria de levantar algumas perguntas aqui:

  • Será que o Comandante Price morreu? E caso tenha perecido, quem vai ficar no lugar dele?
  • Caso o Comandante Waterford tenha morrido, o que vai ser de Serena Joy e Offred?
  • E Nick? Caso Price morra, teria ele deixado algum documento que beneficie-o? De modo que ele se torne alguém no importante?
  • Qual vai ser a repercussão disso entre as outras aias? Como Tia Lydia vai lidar com tal acontecimento? Pois cada vez mais, está “perdendo” a mão na “educação” de suas meninas.

The Handmaid’s Tale está na “metade” da sua temporada e vai ao ar toda quarta-feira no serviço de streaming Hulu.