Share
Review: “Batman vs Superman: A Origem da Justiça” não vai agradar a todos

Review: “Batman vs Superman: A Origem da Justiça” não vai agradar a todos

gradecmaisDesde que a Marvel Comics tomou conta desse nicho no mercado cinematográfico, os fãs do selo DC Comics se indagavam quando é que esses heróis entrariam na briga? Afinal, há muito eles tomavam conta da tela pequena, nossas televisões, então, qual era o problema em também tê-los na telona?

Tudo bem que o Batman e Superman sempre estiverem por aí, mas não na mesma intensidade e proporção que o universo de filmes da Marvel, que é bem, um universo. Muitos acreditavam que a Warner Bros, estúdio responsável por produzir e distribuir os filmes, não saberia nem por onde começar. E, de certa forma, tal receio se justificaria. O filme estréia hoje nos cinemas pelas mãos de Zack Snyder e infelizmente, não vai conseguir agradar a todo mundo como era o esperado.

Para começar a narrativa é deveras confusa e a montagem não ajuda na inserção do espectador. Durante um bom tempo o longa se concentra nos personagens seguindo caminhos distintos, até finalmente se unir em uma única narrativa lá pelo meio da película. E é só quando isso ocorre que o filme passa a pertencer aos heróis em questão. Todavia, não tem como salvar o personagem do Lex Luthor que é sem dúvida um dos pontos fracos aqui. Jesse Eisenberg parece não ter entendido bem qual a proposta do vilão e destoa de qualquer representação feita seja no cinema, animação ou mesmo quadrinhos. Acaba se assimilando mais ao Charada do que ao próprio Luthor. Mirou e acertou em outro vilão.

Batman-V-Superman-Trailer-Kryptonite-Armor-Fire

E  mesmo com todas as reclamações, narizes torcidos e dedos apontados, Ben Affleck saiu-se bem interpretando o cavaleiro das trevas. O ator conseguiu dar seu próprio toque ao personagem que já foi interpretado inúmeras vezes, tanto no cinema quanto na tv, e transformou-o em uma espécie de versão do old Batman conhecido na saga do Dark Knight. Diferente de seu colega Henry Cavill que continua apático ao interpretar o homem de aço. Vemos mudanças de humor e interpretação apenas quando interage com Amy Adams, a sua Lois Lane. Entretanto, não é o suficiente. Em contrapartida ele e Affleck funcionam quando juntos e sentimos emergir toda essa faísca de disputa na tela, o que é excelente e algo que estávamos aguardando. A surpresa vem na forma da Gal Gadot como Mulher Maravilha. Se reclamavam do Batman, dela então, sem comentários. Gadot chegou arrebentando, tomou para ela o papel e deixou sua marca, mesmo com pouquíssimo tempo de tela.

maxresdefault (2)

Se a montagem do filme é conturbada, o roteiro sofre do mesmo problema. Os roteiristas parecem ter recortado todo pedaço de história que acharam interessante dos quadrinhos para montar a história. Pedaços pequenos que demoram a se encaixar e fazer algum sentido. Incluindo cenas cruciais que serão necessárias nos filmes que vão vir a seguir e que envolve os demais membros da Liga da Justiça, que dão o ar da graça brevemente, e o futuro vilão. Se piscar, corre o sério risco de perder o fio da meada.

É possível entender a visão de Zack Snyder, ainda que existam tantos pontos ruins, porém, fica difícil não se questionar se ele poderia ter feito o que fez de outra maneira. No fim, dá a entender que preferiu seguir o caminho mais tortuoso, quando poderia ter optado por ser mais objetivo e entregar um filme redondinho e não com algumas cenas interessantes.

Alguns fãs devem gostar, mas nem todos vão adorar. O que é uma pena, pois Batman vs Superman: A Origem da Justiça merecia muito mais.

legendagrades1