Share
Review: “Labirinto de Mentiras” impressiona com caso pouco divulgado

Review: “Labirinto de Mentiras” impressiona com caso pouco divulgado

gradebmaisA Segunda Guerra Mundial durou de 1939 a 1945 e é até hoje um dos momentos mais marcantes da história mundial. A Alemanha, palco principal do conflito ainda guarda marcas que nunca se apagarão. E com isso, histórias que por vezes foram esquecidas, apagadas com o tempo, ou, como nesse caso, pouco divulgadas.

Johann Radmann (Alexander Fehling) acabou de começar em sua carreira de Procurador quando um caso intrigante aparece aonde trabalha. Um homem quer fazer uma denúncia contra um ex-comandante de Auschwitz que agora está se passando como professor. Nenhum dos seus colegas quer aceitar a denuncia, mas Johann fica curioso e decide investigar. Mesmo tendo passado anos após a guerra, ninguém quer falar sobre o que aconteceu e ele mesmo conhece pouco da história.

Conforme vai avançando no caso, o personagem descobre o que foram os horrores da guerra e como os alemães desconhecem o que de fato aconteceu durante todos aqueles anos. Muitos ainda se consideram nazistas e existem nomes em altas patentes que estão dispostos a mentir e proteger uns aos outros a fim de não serem julgados. O que dificulta um bocado o trabalho de Radmann que decide não apenas processar o único nome que aparece em sua mesa, mas todos os que estiveram envolvidos em Auschwitz e ele puder encontrar.

O filme por vezes mergulha no dramalhão pessoal do personagem principal ao perseguir Joseph Menguele, também conhecido como Anjo da Morte, por seus experimentos sádicos com os presos em Auschwitz. [Mengele consegue fugir para São Paulo e morre anos depois nunca sendo condenado aos crimes que cometeu].

schwengs

Todavia, chega a ser chocante aprender como muitos alemães simplesmente ignoravam parte importante da história. Alguns por falta de informação e outros por falta de interesse mesmo. Levantando um debate interessante sobre o que essas pessoas pensavam a respeito dos campos, ou mesmo se elas chegaram a ter qualquer conhecimento durante a guerra sobre o que estava sendo feito. Dando espaço para outra especulação de que pouco sabemos sobre esse fato marcante da história da humanidade e que ainda incomoda, como deve ser, muita gente. E nesse ponto o personagem de Radmann é nosso elo com a trama, fazendo essas mesmas perguntas e se abalando com as respostas que encontra.

Nem todos querem revisitar um passado obscuro, sabemos bem como é o Brasil em relação a ditadura, mas a Alemanha decidiu encarar de frente o seu, mesmo que tenha levado alguns anos para acontecer. Justamente por isso que esse filme impressiona, pois decide deixar claro a posição das pessoas na época, seus conhecimentos e que eles não tem vergonha alguma de admitir os erros.

Labirinto de Mentiras é baseado em partes na história real de um dos maiores julgamentos da década de 60 e que levou 22 pessoas de diferentes cargos que trabalharam em Auschwitz a serem julgadas e condenadas por seus crimes de guerra. O filme é o candidato alemão ao Oscar de 2016 a Melhor Filme Estrangeiro.

legendagrades1