Share
Review: “O Presente” é um excelente filme de suspense

Review: “O Presente” é um excelente filme de suspense

De tempos em tempos atores e atrizes decidem que querem passar para o outro lado das câmeras e se aventuram em escrever ou dirigir filmes. Tal empreitada nem sempre dá certo, pois eles acabam fazendo mais do mesmo.

Felizmente, algumas vezes, produções inusitadas como O Presente de Joel Edgerton chega aos cinemas. O lado ruim é que nem todos vão levar muita fé nesse título.

Edgerton consegue realizar o fator tripo ao dirigir, escrever e atuar ao lado de atores como Jason Bateman e Rebecca Hall. A sinopse parece a princípio bem comum. O casal Simon e Robyn se mudam para uma nova cidade quando Simon recebe proposta melhor de emprego. Os dois acabam encontrando Gordon, antigo amigo de escola de Simon que deixa presentes na porta da casa deles. Robyn simpatiza com Gordon e o convida para jantar quando ele passa a dar incertas na casa. Simon não gosta nada da presença do antigo amigo e numa noite termina com a breve relação de amizade e coisas estranhas passam a acontecer.

giftp

Com uma trama aparentemente clichê, Edgerton vai um pouco além e consegue desenvolver bem o clima de suspense que permeia o longa e não é possível prever o que vai acontecer. Ele instiga o espectador a duvidar dos personagens e se perguntar se existe de fato mocinhos e vilões aqui ou se todos possuem segredos e um lado obscuro?

Pouco a pouco os personagens vão sendo desconstruídos e a trama se transforma diante de nossos olhos, revelando a ideia magistral de Edgerton ao pegar um conceito tão simplório e transforma-lo em algo mais, provando que é possível fazer bons filmes sem necessariamente ser algo megalomaníaco. Munido dos mesmos cenários e atuações honestas, O Presente prova que não dá para confiar de cara num filme sem antes assisti-lo. E esse definitivamente merece uma chance.