Share
“A Rota Selvagem” – O que resta quando se perde tudo?

“A Rota Selvagem” – O que resta quando se perde tudo?

A Rota Selvagem é um drama que conta a história de Charley (Charlie Plummer), um garoto de 16 anos que acabou de se mudar para Portland.

Filho de um pai problemático e alcoólatra (Travis Fimmel), Charley consegue um emprego com Del Montgomery (Steve Buscemi), um criador de cavalos de corrida, onde começa a se apegar ao cavalo Lean On Pete. O cavalo já com 5 anos, está próximo de ser aposentado devido a um problema nas patas.

Após a morte de seu pai, a única coisa que resta ao garoto é sua amizade com Lean On Pete, e uma tia com quem perdeu o contato à muitos anos. Ao descobrir que os cavalos aposentados são sacrificados, Charley em um ato desesperado, foge levando Lean On Pete, em busca de encontrar sua tia. Será que o garoto estará preparado para todas as adversidades que irá enfrentar sem dinheiro e viajando com um cavalo?

Um drama arrastado

A Rota Selvagem tem uma poesia própria em cima de todo o drama. É um filme bonito e com uma fotografia bem trabalhada.

O filme começa em um ritmo bom, até o momento em que o rapaz foge com o cavalo. Depois disso o filme se arrasta, tomando um ritmo lento, e parece que não rende. Tinha tudo para ser melhor, mas pecou um pouco na execução. Dramas já tendem a ser lentos normalmente, porém, a metade final parece ter o dobro da primeira devido à isso. A lentidão pode ter sido uma tentativa de imersão sensorial para quem assiste, mas ao invés de trazer a angústia que o personagem sente, chateia o espectador. Não dá para dizer que não causa um incomodo, mas acredito que não era esse o foco.

Em questão estrutural de personagem, a ausência de melhora nos mesmos incomoda. E a constante piora do protagonista faz com que o filme pareça não ter um rumo, o que estende ainda mais essa sensação de lentidão.

Achei que a escolha do nome no Brasil tirou parte do poder do nome original, que é Lean on Pete. O nome do cavalo, significa “Conte com Pete”, que é o que acaba sustentando o protagonista em sua jornada. Quando Charley perde tudo, se apoia por completo na figura do cavalo, o seu único amigo. E isso dá todo um sentido especial para o título.

*Sessão de “a rota selvagem” no Festival do Rio – 11/11 às 19h no Kinoplex São Luiz
Ficha Técnica
Diretor: Andrew Haigh 
Roteiro: Andrew Haigh, Willy Vlautin (livro) 
Elenco: Charlie Plummer, Amy Seimetz, Travis Fimmel, Steve Buscemi, Jason Beem, Tolo Tuiele, Ayanna Berkshire, Connor Brenes, Kurt Conroyd, Chloe Sevigny, Dennis Fitzpatrick, Rusty Tennant, Julia Prud'homme, Jason Rouse, Lewis Pulllman 
Duração: 2h1min 
Estreia oficial: 15 de novembro