Share
Saiba as razões que fazem Kristen Wiig a melhor escolha para vilã de “Mulher-Maravilha 2”!

Saiba as razões que fazem Kristen Wiig a melhor escolha para vilã de “Mulher-Maravilha 2”!

Há algumas semanas especula-se quem seria a atriz escalada para viver a vilã em Mulher-Maravilha 2. Correram alguns rumores de que Emma Stone fosse a primeira escolha de Patty Jenkins, já que a diretora retorna à sua cadeira na sequência do filme da amazona.

Contudo, representantes da atriz emitiram um parecer informando que Emma Stone havia recusado o convite para o papel. Sem entrar em muitos detalhes, alegando o de sempre, conflitos de agenda. Outros acham que Emma teve a sua cota de filmes de heróis quando participou do segundo reboot de Homem-Aranha com Andrew Garfield para a Sony Pictures e não mais tem interesse nesse gênero de filmes.

Seja como for, a internet já havia separado outros nomes de peso como o de Sarah Paulson, pois a atriz manifestou interesse no papel, tal qual Jessica Chastain que foi só elogios ao filme e ao trabalho de Gadot e Jenkins. Um outro nome que parecia fazer coro entre os usuários da rede foi o da oscarizada Charlize Theron. Depois de atuar em Atômica, o público viu que a atriz está mais do que apta ao papel, fora que ela já trabalhou previamente com Jenkins em Monster – Desejo Assassino, papel o qual lhe rendeu o Oscar. Mas, no fim, nenhuma das três foi a selecionada e o papel da historiadora Barbara Ann Minerva ficou mesmo com a Kristen Wiig. E olha, foi uma escolha lógica e lhes explico as razões abaixo.

PERSONALIDADE

A atriz Kristen Wiig está mais acostumada a papéis de comédia e foi testada pouquíssimas vezes em outros gêneros. Ainda assim ela pode entregar um bom trabalho no papel da historiadora que demonstra certo fascínio ao conhecer e saber da história da Diana. Por ser muito expansiva normalmente, interpretar alguém socialmente introspectivo pode lhe render uma boa atuação já que estaria saindo por completo da sua zona de conforto. Fora que ela se encaixa no estereótipo da Barbara que foi recentemente apresentado nos quadrinhos Rebirth da DC Comics. Não é tão incisiva e possui uma viés mais curiosa, inquisidora, por isso acaba se tornando a Cheetah. Mas isso é assunto para outro post em outra editoria.

EQUILÍBRIO

Não dá para esquecer as limitações de Gal Gadot enquanto atriz. Ela ainda está “muito crua” (como costumamos dizer) e escolher qualquer um dos outros 3 nomes acima seria ofuscar a personagem principal e abrir portas para uma série de comparações desnecessárias. Logo, escolher uma atriz que também não possui muita experiência no gênero drama (mesmo se tratando de um filme de heroína) vai contribuir para que haja um equilíbrio em cena e ambas possam se ajudar mutualmente. Já que a princípio Barbara Ann se torna amiga da Diana, não faria qualquer sentido escalar uma atriz que fosse ‘competir’ com ela e assim perpetuar um antigo estereótipo da indústria. Onde duas mulheres são postas em cena a fim de brigar por algo, sendo isso um relacionamento na maioria dos casos. O ponto de colisão das duas é diferente e deve permanecer assim. Fora que ambas parecem ter a mesma personalidade bem humorada o que pode render uma química positiva no set de filmagem. Pois mesmo que Gal seja limitada, deve permanecer sendo a estrela de seu filme.

A VILÃ

Nada foi dito sobre a aparição da Cheetah em si. Ainda que saibamos que a historiadora Barbara Ann se transforme na maior inimiga da Mulher-Maravilha, quase nada foi dito sobre ela de fato aparecer no longa. Vestida em pele de leopardo e tudo. Como sempre a internet está colocando o animal na frente da carroça. Há sim chances dela aparecer, afinal, vai ser a vilã do filme, mas não foi dito em quais termos isso vai acontecer. Nem por quanto tempo. O que dá a entender que o embate seja mais intelectual mesmo, dentro do campo de trabalho de ambas. Já que Diana se tornou uma restauradora no universo DCEU e deve ser por aí que o caminho delas vai se cruzar. Talvez Barbara Ann encontre algo pertencente as amazonas e isso acabe indo parar no radar de Diana e, assim, as duas tornem-se amigas e o resto a gente sabe.

São essas as razões que tornam a escolha de Kristen Wiig a mais lógica para interpretar a vilã em Mulher-Maravilha 2 que deve começar sua produção em breve.