Share
‘The Art of The Brick’ e a criatividade de Nathan Sawaya

‘The Art of The Brick’ e a criatividade de Nathan Sawaya

Chegou em 17 de Novembro aqui no Rio de Janeiro no Museu Histórico Nacional a exposição “The Art of The Brick” com peças criadas pelo artista americano Nathan Sawaya. E era óbvio que precisava conferir tudo de perto.

Não tive LEGO enquanto criança. Costumava brincar com os do meu vizinho de porta, e amigo de infância, o qual me acompanhou para a exposição juntamente com o marido. Não tinha companhia mais ideal do que ir com aquele que te apresentou aos blocos e não apenas isso, emprestava os dele!

Adultos e crianças disputavam o espaço muito bem organizado pela curadoria e se misturavam em meio as peças. Era possível identificar o fascínio no rosto de cada uma daquelas pessoas e no espanto em tentar desvendar como Sawaya havia concebido algumas esculturas. Criatividade todos temos, porém, para o ex-advogado essa habilidade vai um pouco além do esperado. Nathan não apenas tem verdadeira paixão pelos blocos coloridos como consegue visualizar e desenvolver esculturas incríveis. Ficamos procurando e não descobrimos como é seu processo criativo. Há rabiscos e esboços de algumas esculturas a mostra na exposição, mas nada dá a dimensão  real do que é criar uma peça com blocos de LEGO. E sendo bem honesta, por mais curiosa que estivesse, não sei se gostaria de saber exatamente como ele faz. Assim como um mágico, provável que tirasse um pouco da graça da coisa descobrir tudo.

As peças que estavam em exposição permeavam um pouco o conceito subjetivo da mente de seu criador. Como bem afirmava um dos quadros espalhados, Nathan possui uma atração especial pela figura humana e grande parte das esculturas retratava isso. Fossem cabeças sinalizando um semáforo, caveiras coloridas, um torso com cabeça de lápis, um homem carregando sua amada, casal se beijando, a maioria das peças girava em torno de nós: humanos. O artista tomou como base alguns sentimentos pelos quais passou durante sua vida seja quando criança ou adulto e decidiu retratar na forma de esculturas.

Outras esculturas transformaram em 3D coisas que só vimos em 2D como quadros famosos e fotografias de personalidades. Sawaya ainda recriou clássicas esculturas como a Venus De Milo e Davi.

As crianças menores de 10 anos demonstraram um interesse muito maior na lojinha que existe ao final da exposição do que com a arte em si. O espaço destinado a montagem de peças as atraiu bem mais do que não poder encostar em todas aquelas esculturas. Lógico que existem crianças e crianças, mas foi o que pude avaliar nas que estavam presentes no mesmo horário que eu.

The Art of The Brick é uma exposição ótima, que serve a todas as idades, especialmente para aqueles que tiveram contato com o LEGO e puderam usufruir desse blocos coloridos usando a própria imaginação. Um ponto ruim? A iluminação que dificulta para aqueles que querem fotografar as esculturas. O ambiente mesmo com a iluminação indireta ficou escuro demais e não valorizava algumas esculturas. Contudo, a gente sai de lá com vontade de comprar um balde e sair montando nossas próprias esculturas. Se era essa a vontade de Nathan Sawaya ao criar a exposição, parabéns, sucesso garantido!

SERVIÇO:
The Art of The Brick
Local: Museu Histórico Nacional (Praça Marechal Âncora, s/n)
Datas: 17/11 até 15/01.
Telefones: (21) 3299-0311 e (21) 3299-0300
Entrada: R$20 (inteira) e R$10 (meia-entrada)
Página no Facebook: https://www.facebook.com/theartofthebrickbrasil/