Share
The Black Eyed Peas relança “Where’s The Love?” com muitas participações

The Black Eyed Peas relança “Where’s The Love?” com muitas participações

A banda The Black Eyed Peas formada por Fergie, Will.I.Am, Taboo e Apl.de.ap não lança singles novos desde o álbum The Beginning em 2010, porém, decidiram se unir novamente para relançar a canção que os fez famosos: “Where’s the Love?”

Composta em 2001 e lançada em 2003 a canção pegou carona nos acontecimentos de 11 de Setembro e na iminência dos problemas de iriam assolar os Estados Unidos, sem mencionar as questões raciais que, nos dias de hoje, continuam figurando nas principais notícias do país e do mundo.

Will e Taboo deram entrevistas em algumas rádios e falaram sobre relançar a canção que acabou tornando-se uma espécie de hino para eles. Ficaram surpresos com a quantidade de pessoas que se voluntariaram para participar e decidiram modificar algumas frases para se adequar mais ao que anda acontecendo no mundo.

Diferente do clipe lançado no início dos anos 2000, esse foi totalmente feito em estúdio e mescla imagens chocantes de confrontos com a polícia ou dos refugiados da Síria, com a banda e demais convidados como Mary J. Blige, Puffy Daddy, Jamie Foxx, Jessie J, Usher, The Game e Justin Timberlake que retorna para gravar sua parte. O clipe conta ainda com a presença de pessoas que perderam seus entes queridos para a brutalidade da polícia americana, padres, rabinos, crianças, muçulmanos e pessoas de toda classe, credo e etnia. A música mudou de uma batida mais pop e hip hop para algo mais sério, diria até meio soturno.

Há um trecho que diz que todas as vidas importam e confronta com o movimento #BlackLivesMatter e que tem sido massivamente divulgado por outros artistas, como Beyoncé, que fez uma apresentação no Video Music Awards utilizando imagens de confrontos direto dos negros americanos com a polícia e está a frente da causa. Ainda que os BEP estejam advogando em uma causa mundial, questionando aonde está o amor em casos de ódio racial, guerras, confrontos e demais atentados, talvez não vá ser visto com bons olhos por todos. Todo dinheiro arrecado com a venda do single online vai ser destinado a instituições de caridade.