Share
“Tidelands” possui certo potencial

“Tidelands” possui certo potencial

Os segredos e criaturas escondidos nas profundezas das águas da bela Orphelin Bay servem de pano fundo para nova série original Netflix. Com paisagens belíssimas e uma fotografia de tirar o fôlego, facilmente somos drenados para o mundo de Tidelands na tentativa de desvendar seus mistérios.

A série traz em sua premissa o retorno da jovem Cal McTeer (Charlotte Best) 10 anos depois de sua prisão. Cal volta a cidade em busca de um recomeço e esbarra com segredos e mentiras que vão mudar sua vida. Seu retorno ocorre paralelamente ao assassinato de um pescador e tudo parece se conectar ao grupo denominado de tidelanders. Quem e o que eles são, faz parte da estranha conjuntura que compõem a cidade de Orphelin Bay. Cidade onde crimes são acobertados e homens desaparecem misteriosamente no mar.

Os dois episódios iniciais entregam um ritmo acelerado, sem economizar na ação e principalmente no desenrolar da trama. Logo percebemos os moldes em que a relação entre o grupo de pescadores e os tidelanders foi pré-estabelecida. O que leva-os a se unirem e a linha tênue que gera tensão suficiente para desestabilizar as coisas. Porém o roteiro não consegue manter o ritmo dos episódios iniciais, tornando a trama cansativa. Há uma carência de agilidade para que que a história flua e conta também com algumas resoluções questionáveis. Ainda assim, o quarteto protagonista é um atrativo à parte.

Cal é o elo que transita entre esses dois grupos. Os pescadores liderados por Augie McTeer (Aaron Jakubenko), que representam a vida que a jovem conhecia superficialmente antes de ser presa; e os tidelanders, híbridos de sereias e humanos, liderados pela bela e perigosa Adrielle Cuthbert (Elsa Pataky).

Adrielle é a rainha da comunidade tidelander, que parece ter interesses próprios e desconhecidos dos outros membros. Ela os utiliza como peças e tem na figura de Dylan (Marco Pigossi), o executor perfeito para seus desmandos. Eles prezam pelo sigilo de sua existência acima de tudo, chegando ao extremo para obtê-lo. Já os pescadores detém poder sob a polícia local, encobrindo qualquer rastro deixado pelo grupo de Adrielle, assegurando a parceria e o funcionamento dos negócios em comum. Entretanto, as atitudes e ambição exacerbada da rainha, faz com que sua liderança seja questionada deixando de ser uma unanimidade entre os seus e comprometendo a relação entre os grupos.

O protagonismo de Cal divide espaço entre histórias secundárias tão interessantes quanto sua busca pela verdade. E é justamente aí que personagens como Bill Sentelle (Peter O’Brien) e Rosa (Caroline Brazier), ganham um destaque merecido. Apesar do incômodo gerado pela lentidão do roteiro, a Tidelands não se prende apenas ao mito das sereias e entrega uma trama repleta de disputa por poder, aborda temas que vão desde o tráfico internacional de drogas a homossexualidade e conta com viradas interessantes.

Tudo isso tendo personagens dúbios. Nada é preto no branco e ninguém está isento de atitudes controversas. Na reta final Tidelands ganha fôlego. Consegue recuperar o bom ritmo inicial e mesmo com algumas situações inverossímeis, merece uma chance por ter potencial de explorar bem mais do que foi apresentado.

Ficha Técnica
Criador: Stephen M. Irwin, Leigh McGrath
Roteiro: Stephen M. Irwin, Leigh McGrath, Nathan Mayfield, Tracey Robertson
Elenco: Charlotte Best, Marco Pigossi, Aaron Jakubenko, Elsa Pataky, Mattias Inwood, Dalip Sondhi, Caroline Brazier, Jet Tranter, Alex Dimitriades, Richard Davies, Peter O'Brien, Cate Feldmann, Annabelle Stephenson, Brad McMurray, Madeleine Madden, Finn Little, Jacek Koman, Bianca Saul, Alex Tsitsopoulos, Sam Conway, Tom Cossettini, Dustin Clare, Chloe De Los Santos, Loani Arman, Zoe King, Hunter Page-Lochard, Daniel Roberts, Mick Corrigan, Yasca Sinigaglia, Michael Vice, Scott Gregory, Jace Lee, Damien Garvey, Gary Young, Melanie Zanetti, Melanie Zanetti, Darko Tuscan, Scott George, Sam Foster, Luisa Prosser, Rob Reitano, Lisa Seiffert, Stephen Daddow, Brendan Glanville, John Reynolds, Arnijka Larcombe-Weate, Miyuki Lotz, Tracie Filmer, Barbara Lowing, Neveen Hanna, Matilda Harding, Bryan Probets, Rijen Laine, Paula Nazarski, Ethan Keenan, Ngoc Phan, Chantelle Slee
Duração: 8 episódios.