Share
A triste situação de Stan Lee

A triste situação de Stan Lee

Nessa última terça-feira (10/04) o site The Hollywood Reporter publicou uma matéria sobre o Stan Lee onde o autor afirma que o criador de vários heróis da Marvel precisa de um herói.

A afirmação vem após uma série de acusações de abuso partindo da própria filha J.C. Lee. Ela possui tanto a guarda do pai (o que costuma acontecer quando uma pessoa passa dos 65 anos) como também o controle das ações e dinheiro.

O COMEÇO

Tudo começou em fevereiro desse ano quando após uma briga com a filha, Stan teria procurado seu advogado e assinado uma nova declaração. Ele e a esposa, sabendo da natureza instável da filha com relação a dinheiro, deixaram-lhe um fundo fixo. J.C. Lee tem dificuldades em controlar suas finanças e gasta em média mais de U$40,000 dólares por mês. Tal acordo deve-se ao fato de que ambos os pais temem que a filha acabe na miséria quando não estiverem mais vivos. E com o falecimento de Joan, ficou evidente que isso fragilizou Stan ainda mais, no alto dos seus 95 anos.

E tem mais, de acordo com informações recolhidas J.C. Lee estaria sendo assistida por três pessoas –  Jerardo “Jerry” Olivarez, Keya Morgan e o advogado de J.C., Kirk Schenck – que a estariam ajudando a tirar mais e mais dinheiro do pai. Estima-se que a fortuna valha algo em torno de U$50 milhões a U$70 milhões de dólares. E essas três pessoas estão convencendo-a a lapidar mais e mais a fortuna de seu pai. De repente, o advogado de anos foi mandado embora e o assistente pessoal de Stan Lee teve suas visitas limitadas a uma por semana, quando eram diárias. O acesso foi reduzido e controlado diretamente por J.C. Além do mais, os números de telefone mudaram, tal qual o seu e-mail que vem sendo administrado por Morgan, um dos homens envolvidos com J.C. Lee.

Rumores correm que Morgan está deliberadamente fazendo de tudo para tirar Olivarez da jogada. Citando-o como fonte principal para o caso do sangue roubado, onde Jerry seria o principal suspeito e, assim, o distanciaria por completo do que andam fazendo. Com isso em andamento, Morgan volta-se para Max Anderson e a batalha de dedos apontados ainda não terminou.

Atualização: Stan Lee entra com processo contra Juarez Olivarez por abuso de idoso

AGORA

Ou seja, não é possível chegar perto de Stan Lee sem passar por uma rigorosa segurança. A mando de J.C. Morgan foi até a sede da POW! Entertainment empresa criada por Stan e retiraram uma série de documentos não registrados. E toda vez que alguém faz uma reclamação ou aponta alguma inconstância no comportamento de Lee, Morgan e J.C liberam algum vídeo do próprio confirmando suas ações. O que para os mais próximos destoa por completo da natureza de Stan que a cada filmagem parece mais frágil e debilitado.

Não a toa os fãs se espantaram na última convenção a qual esteve presente nos Estados Unidos. Stan Lee não apenas parecia outra pessoa, longe de ser aquele homem vivaz e animado, mas aparentava estar bem sedado. Tendo que ouvir de um terceiro como escrever o seu próprio nome. O vídeo rapidamente caiu na internet, onde os fãs anônimos e famosos se manifestaram a favor de uma intervenção. O diretor Kevin Smith convidou Stan para ir morar com ele, por exemplo.

E claro que J.C. e Morgan decidiram se manifestar através do POW! lançando uma carta aberta aos fãs. Porém, como nós brasileiros costumamos dizer: falou, falou e não disse nada. Não há qualquer sentido na carta publicada. Mais parece um “cala a boca” ou “chega para lá” do que uma explicação para o estado de Stan Lee durante a convenção.

Com isso deu-se início a hashtag #IStandbyStan onde os fãs afirmam estar do lado daquele que junto com Ditko e Kirby ajudou a criar vários personagens para a Marvel Comics e que hoje são idolatrados. É lamentável ver até onde vai o mau caratismo das pessoas por conta de dinheiro. Ainda mais se tratando de família.

Agora é o momento que Stan Lee mais precisa de um herói.

Atualização: The New York Times entrevista Stan Lee em sua casa.