Share
“Vingadores: Guerra Infinita” [com spoilers]

“Vingadores: Guerra Infinita” [com spoilers]

Em maio a Marvel Studios completa 10 anos com o lançamento de Homem de Ferro nos cinemas. Com 18 filmes lançados, creio que Vingadores: Guerra Infinita é o mais aguardado do momento. Afinal, é a convergência de todos (ou quase) os heróis num único filme. Que a princípio seria dividido em duas partes, mas que logo foi descartado pelo estúdio e os diretores. Sendo filmes únicos. Por isso, segure-se aí na cadeira que essa crítica vai ser longa e repleta de spoilers.

LEIA A PARTIR DAQUI POR SUA CONTA E RISCO OU PULE PARA CONCLUSÃO

THOR

Guerra Infinita tem início do exato ponto em que Thor: Ragnarok termina. Naquela nave, com todo o povo que sobrou vivo de Asgard, incluindo Heimdall, Loki, Hulk e claro, o próprio Thor. Acontece que é lá primeiro que Thanos ataca. E por que não?

Foi atrás do seu primeiro aliado, Loki. Não esqueçam que os eventos de Vingadores só acontecem por causa dele. O titã já está em posse da joia do poder (volto nela mais para frente) e exige que Loki lhe entregue a joia do espaço ou vai esmagar o crânio de Thor.

Nesse ponto o espectador espera que o deus da trapaça tome uma atitude com relação ao irmão. Ainda que isso vá contra a natureza do personagem. Ele negocia com Thanos, que está acompanhado de sua Ordem Negra, para poupar o irmão. O pedido é acatado, mas Loki tem outros planos na manga, como um Hulk. O gigante esmeralda começa um embate com Thanos, mas é facilmente derrotado para o espanto de Thor e Loki.

Se nem Hulk pode com o titã, o que eles vão fazer? Usando de suas últimas forças Heimdall consegue enviar Hulk para a Terra, enquanto Loki tenta enfrentar o titã sozinho. Não dá certo e ele perece nas mãos de Thanos. Mais uma vez, Thor vê o irmão morrer. Só que dessa vez, não tem mais volta. Thanos vai embora com a sua trupe e explode a nave.

NA TERRA

Em Nova York, Doutor Estranho e Wong discutem sobre lanches quando algo irrompe o teto e cai dentro do Sanctum. Já prontos para lutar, eles vêem um Banner voltando ao normal que profere as palavras: Ele está vindo. Thanos está chegando.

No Central Park, Tony e Pepper discutem sobre o fato dele ter colocado o reator de volta no peito e como isso afeta a vida deles. Incluindo o futuro, já que Tony sonhou que eles dois tinham tido um filho chamado Morgan. São interrompidos com a chegada de Strange que convoca Tony para uma reunião. De cara tem início uma batalha bem divertida de egos.

Strange e Stark são similares em questão de personalidade. O que acaba gerando um conflito entre ambos e diálogos sensacionais. Creio que Strange é o primeiro a bater de frente e tentar colocar Stark no lugar dele. Steve lhe falou umas verdades, mas nunca humilhou o Tony.

Graças a explicação de Bruce, chegam a conclusão que a próxima parada de Thanos é na Terra. Ele vem atrás da joia da mente, que está com o Visão, e a joia do tempo que está em posse do Doutor Estranho. Inicia-se mais uma briga, mas não tem tempo de resolver suas diferenças. Muito menos de ligar para Steve, como pede Bruce para descobrir que houve algo chamado Guerra Civil e os dois não estão mais se falando. Diante dos fatos, Banner aponta que é burrice e eles precisam de todos os aliados. Porém o caos rompe nas ruas de Nova York e eles descobrem que é um momento de agir. Dois dos membros da Ordem negra aportam exigindo a joia e a luta começa.

Um pouco longe dali, toda essa situação ativa o sentido aranha de Peter que vai até onde estão Stark e os outros. Fica claro que mesmo juntos, seus poderes não são páreo para Ebony Maw e Cull Obsidian. O primeiro tem força mental e poder de controle que supera o de Strange. O segundo tem tamanho, força bruta e tática de luta. E para surpresa de todos, nada de Hulk. Ele não quer mais aparecer e Banner precisa ficar de fora. Provável que esteja se sentindo humilhado após perder a luta para Thanos.

Esse embate em Nova York termina com Doutor Estranho capturado por Ebony Maw, que não consegue arrancar a joia. Peter cumprindo ordens de Stark e ficando preso na nave espacial, ganhando assim o traje do Homem-Aranha de ferro. E Tony escondido dentro da nave, para tentar ajudar o Doutor Estranho.

NA ESCÓCIA

Em meio as ruas escuras da cidade, Wanda e Visão seguem como se estivesse tudo bem. Falam até em não voltar para as equipes das quais fazem parte. Deixando claro que houve uma espécie de trégua entre eles.

O clima de romance dá lugar ao medo quando veem numa televisão o que aconteceu em Nova York. Em segundos Corvus Glaive e Proxima Midnight ataca. Visão é seriamente ferido e Wanda precisa ajudá-lo enquanto defende a si mesma. Os dois estão bem debilitados e pegos num beco sem saída quando a ajuda chega na forma de Steve, Natasha e Sam. Juntos eles conseguem derrubar a dupla e realizam um trabalho melhor sem terem qualquer poder (como Strange e Stark).

Os asseclas de Thanos fogem, sendo que Corvus está gravemente ferido, para a irritação de Proxima Midnight que jura vingança.

O ACORDO JÁ ERA

Rhodes está no meio de uma reunião virtual com o Coronel Ross que exige que ele prenda os dissidentes do acordo. Para a surpresa de Ross, Steve, Natasha e Sam aparecem na sala.

Mais uma vez o General ordena que eles sejam presos, mas Steve e Natasha lhe dão um chega para lá alertando para coisas mais importantes. É então que Visão e Wanda adentram a sala e eles tomam a decisão de destruir a joia. Mas, não querem machucar o Visão, logo, só tem um lugar com tecnologia o suficiente para isso.

GUARDIÕES

Durante o pedido de resgate da nave de Asgard quem é que atende? Eles mesmos. Ainda há divergências se devem atender ao pedido ou não, mas quando chegam é tarde demais. Os destroços da nave estão espalhados pelo espaço e são surpreendido quando um corpo bate no casco da nave. Ninguém menos que Thor.

Eles o colocam para dentro e assim tem início uma sequência de humor, onde Quill tenta competir com o deus do trovão. E os outros guardiões ficam admirados com o asgardiano e são só elogios. Em pouco tempo Thor conta tudo o que aconteceu, fala das joias e avisa que precisa de uma arma nova. Para facilitar o grupo é dividido em dois. O primeiro composto por Thor, Rockett e Groot vão para Nidavellir. O segundo decide ir atrás de Thanos em Lugar Nenhum. Gamora faz um pedido a Peter. Que ele a mate caso ela caia novamente nas mãos de Thanos. A razão é que ela sabe o paradeiro da joia da alma e não quer que o pai adotivo descubra.

Quando chegam no antigo planeta de minério, o lugar está deserto. Nenhum sinal das pessoas que habitavam lá antes. Adentram a sala do colecionador para vê-lo em posse do titã que tenta lhe arrancar o paradeiro da joia da realidade. Tivan se esquiva ao passo que Gamora intervém e acerta o pai, pensando que o matou. Triste descobrir que tudo não passou de uma ilusão, pois Thanos já tem a joia na manopla. Ele captura Gamora, pois Peter falha em atender seu pedido.

TITAN

Ainda dentro de uma das naves, Tony encontra com Peter e o garoto propõe um plano a fim de resgatarem Stephen. Já ouvir falar num filme muito antigo chamado Alien?

Stark faz um buraco na nave, lançando Ebony Maw para o espaço, enquanto resta aos três lidar com o fato de que estão presos ali. Não demora para atingirem o destino final que é o planeta de onde surgiu Thanos. Logo, recebem a companhia de Quill, Mantis e Drax que vão para lá a fim de encontrar Gamora, que está bem longe dali. Se a situação entre Strange e Stark não estava boa, imagina agora que Quill se uniu a eles?

As referências a cultura pop e as piadas ajudam a aliviar o clima de tensão que o longa deixa. Só que eles não conseguem bolar um plano, mesmo que Stark ache que lutar lá é bem melhor do que lutar em casa, pois o planeta está deserto. E depois de olhar 14 milhões de alternativas, Strange confirma que só existe 1 cenário no qual eles possam vencer o titã louco.

PAI E FILHA

É nessa parte que o espectador passa a entender melhor qual o desejo do vilão. Oriundo de um planeta abarrotado de gente faminta e na miséria, Thanos sempre pensou que genocídio fosse o melhor caminho. Sem fazer distinção entre ricos e pobres, algumas milhares de pessoas teriam que morrer a fim de que o resto sobrevivesse. Óbvio que a sugestão é absurda, mas não para ele.

De volta à nave da qual se libertou, Gamora está desolada. Ela deixa claro que sempre odiou aquele lugar e ficou feliz quando escapou. A situação piora muito quando ela descobre que Nebula também está na nave e em pedaços. Thanos a desmontou a fim de descobrir mais informações sobre o paradeiro da última joia. E depois do que aconteceu em Guardiões da Galáxia vol.2 era certo que Gamora ficaria ao lado da irmã. Revelando assim que a joia da alma está em Volnir.

Thanos a arrasta para lá e tenta explicar a razão da joia nunca ter saído dali. O preço a se pagar é muito grande. Quem os recebe é uma figura encapuzada que afirma estar preso ali há alguns anos. Sem poder sair e apenas observando a vida dos outros. Essa pessoa é ninguém menos que o Caveira Vermelha. Lembram dele? Antes do Steve jogar a nave no gelo ele é sugado pela joia do espaço. Era aí que estava esse tempo todo.

Ele então mostra ao titã que para conseguir a joia da alma, deve dar outra em troca, como um gesto de amor. Gamora desata a rir da situação, mas entende que não vai terminar bem. Porque por mais que ela não acredite nos sentimentos do pai adotivo (e quem acreditaria?) ele tem essa certeza dentro de si e é só o que basta. Ela tenta lutar, mas é em vão e Thanos a atira no precipício em troca de receber a joia. Falta só mais duas agora.

WAKANDA

Steve, Natasha, Rodhes, Sam, Wanda, Visão e Banner se dirigem para lá a fim de solicitar a ajuda de T’Challa. São recebidos muito bem pelo rei e já começam a traçar um plano.

Para os que estavam na dúvida de quem era mais inteligente, fica claro nessa sequência que é a Shuri. Ela faz sugestões sobre como remover a joia do Visão, sem danificá-lo de uma maneira que nem Banner e nem Tony cogitaram. A conversa ainda rola quando os primeiros ataques começam. Shuri fica encarregada de salvar o Visão e Wanda de destruir a joia. Tirando as chances de Thanos de conseguir todas.

As tribos que restaram em Wakanda, mais Banner dentro da Hulkbuster, Sam e Rhodes de apoio aéreo e o restante no chão se alinham para defender a cidade e consequentemente o Visão. O som dos tambores, os gritos de guerra, deixam essa sequência inteira muito emocionante. Sem deixar de lado a estratégia de guerra deles que pouco vimos em Pantera Negra, pois não era necessário.

Proxima Midnight está de volta, sem Corvus que pereceu e acompanhada de Obsidian. Mas não são só eles. Outras naves trazem uma espécie de cachorros do espaço, como foram chamados. Animais com quatro braços, dentes enormes, que não possuem qualquer senso de proteção. Só pensam em atacar e atacar. Para controlar a situação, T’Challa ordena que abram apenas um trecho do campo de proteção. E a onda de ataque começa.

LUTA EM TITAN

Com seus minions restantes encarregados de recuperar a joia na Terra, o Titã volta para o seu planeta natal e encontra companhia.

Strange e os outros armam um plano para conseguir arrancar dele a manopla. Tudo corria bem. Os ataques estavam coordenados. As cenas e diálogos funcionavam perfeitamente. Era como se eles já lutassem junto há tempos. Até a Nebula entra na luta depois de ter fugido da nave. E quando finalmente imobilizam Thanos, onde Mantis está se esforçando ao máximo para colocá-lo para dormir, Quill quer saber de Gamora. Mantis então diz que ele está sofrendo, em luto e Nebula entende tudo. Avisa que se ele conseguiu a joia da alma, então, Gamora está morta.

Pronto. Adeus plano.

Quill enfurece e parte para cima de Thanos, que retorna a si e começa a derrotar os heróis um a um. Sobra Stark e Strange, mas ambos não são páreos para a força de quatro joias do infinito. Mesmo assim, Tony com sua nova armadura com nanotecnologia, tem ainda alguns truques a oferecer. Ele acaba sendo apunhalado e Stephen que não quer vê-lo morrer, negocia com Thanos e abre mão da joia pela vida de Tony.

Assim ele coloca mais uma joia em sua manopla. Ao passo que Stephen diz que eles perderam.

OLHA O DEUS DO TROVÃO AÍ

Embora a equipe de Wakanda seja forte e muito bem preparada, estão em menor número e ficando cansados. Além das naves e dos cachorros do espaço – conhecidos como Outriders uma raça modificada geneticamente – outros ataques estão acontecendo ao mesmo tempo, com máquinas gigantes e abrindo mais espaço para o inimigo.

Quando tudo parece perdido, eis que dos céus chega a ajuda: Thor e seu novo machado, Jarnbjorn. Trouxe com ele Rockett e Groot. Pegando de surpresa seus companheiros e também o inimigo. Afinal, é a força de um Deus nórdico em Wakanda. E depois do que aconteceu na nave, seu povo dizimado e presenciar a morte de Loki e Heimdall, meio lógico Thor estar com sede de vingança.

As interações são as melhores. O diálogo entre ele e Steve sobre barba e cabelo. Rockett se unindo a Bucky e mostrando interesse primeiro em sua arma e depois pelo braço. Groot largando aquele jogo eletrônico e entrando na batalha.

Mesmo assim, o ataque está se espalhando e chega até a sala em que Shuri ainda está tentando remover a joia do Visão. O que faz com que eles entrem na batalha, com Wanda indo atrás dele. Rendendo uma ótima cena posterior com Okoye e Natasha que se unem para lutar contra Proxima ao defender Wanda. Visão é arrastado para a floresta e o campo de batalha se expande ainda mais. Em poucos minutos, eles começam a sentir a presença de Thanos.

Os heróis começam a fazer de tudo para não deixá-lo se aproximar de Visão enquanto Wanda, de forma relutante, começa a destruir a joia.

O COMEÇO DO FIM

Wanda consegue manter Thanos distante o suficiente para destruir a joia da mente. Ela está no chão, lamentando por ter perdido seu amor, quando o vilão chega e a conforta. Ele diz que entende sua dor, mas tudo foi em vão.

Em posse da joia do tempo, faz voltar a cena, Visão vivo e então ele arranca a joia e coloca na manopla. Enfim ele tem todas as seis joias do infinito. Mas não tem nem tempo de se vangloriar, pois Thor chega e num ataque surpresa e enfia Jarnbjorn no peito do titã. O asgardiano se vangloria do feito, lembrando-o que tinha dito que iria se vingar do que ele fez, quando o vilão informa que ele deveria ter mirado na cabeça e estala os dedos. Um clarão toma conta da tela.

Thor pergunta várias vezes ao titã o que ele havia feito, e ele se teleporta dali. Logo eles descobrem o que esse estalar de dedos significou. Algumas pessoas começam a desaparecer. Se desintegrar bem aos olhos de seus amigos. Bucky, Sam, T’Challa, Wanda, Groot e outros guerreiros de Wakanda. Em Titan é Quill, Drax, Mantis e Peter para o desespero de Tony. Ele perdeu o garoto.

Longe dali, contemplando um belo pôr do sol, está Thanos. Ele sorri. Assim acaba Vingadores: Guerra Infinita.

CENA PÓS-CRÉDITO

Depois de todos os créditos subirem, vemos que Fury e Maria Hill estão dentro de um carro discutindo sobre o sumiço do Tony e o que fazer a seguir, quando uma van cruza o caminho deles no trânsito.

Os dois saem do carro sem entender o que aconteceu, e ao seu redor as pessoas começam a sumir. Maria Hill some e Fury volta para o carro e pega um aparelho dentro de uma mala. Só tem tempo de apertar o botão antes de também começar a desintegrar. O aparelho, uma espécie de pager, cai no chão com os dizeres “enviando…”. A mensagem é enviada e surge o símbolo da Capitã Marvel.

CONCLUSÃO

Vingadores: Guerra Infinita pode ser visto como um soco do Thanos no rosto de muita gente.

Os irmãos Russo não apenas entregarem um filme de guerra, onde as cenas de ação foram bem coreografadas. Não. Fizeram com que os heróis em duplas, trios ou equipe brilhassem cada qual com seu poder e habilidade. Numa sincronia única e que saltava aos olhos do espectador. Tudo isso sem que eles perdessem a essência do que são.

Com escolhas inteligentes ao dividir as equipes, separar a ordem das cenas de uma forma que houvesse equilíbrio entre tensão, ação e humor. Sem que um sobrepusesse o outro e estragasse a experiência do filme. De quebra, ainda atenderam aos pedidos do público, que queria ver certos personagens de um núcleo interagindo com outro grupo ou indivíduo. Descobrir como seria a interação entre Strange e Tony ou Quill e Thor, por exemplo, foi um presente. Tudo isso dentro de um roteiro coeso, que amarra certas pontas lançadas nesse universo de filmes ao longo de 10 anos.

Se fosse para apontar um defeito, mencionaria a Ordem Negra. Embora a participação deles tenha sido pontual, confesso que esperava mais dos filhos do Thanos. Alguns pareceram fáceis demais de derrotar. Ou decidiram atacar as pessoas erradas naquele momento.

No fim, valeu muito a pena esperar por Vingadores: Guerra Infinita no cinema. É uma experiência única, cheia de emoções, para nenhum fã da Marvel Studios colocar defeito.

Ficha Técnica
Diretor: Anthony Russo, Joe Russo 
Roteiro: Christopher Markus, Stephen McFeely
Elenco: Robert Downey Jr., Chris Evans, Mark Ruffalo, Scarlett Johansson, Tom Holland, Chris Hemsworth, Tom Holland, Benedict Cumberbatch, Elizabeth Olsen, Paul Bettany, Chris Pratt, Zoe Saldana, Dave Bautista, Josh Brolin, Karen Gillan, Benedict Wong, Gwyneth Paltrow, Danai Gurira, Chadwick Boseman, Letita Wright, Winston Duke, Don Cheadle, Anthony Mackie, Sebastian Stan, Bradley Cooper, Vin Diesel, Idris Elba, Pom Klementieff, Benicio Del Toro, Sean Gunn, William Hurt, Terry Notary, Carrie Coon, Tom Vaughan-Lawlor, Michael James Shaw
Duração: 2h29min 
Estreia: 26 de abril