Recap: “Supernatural” – Scoobynatural (13×16)

Crossovers estão na moda. Não a toa a emissora CW tem feito com certa frequência e expandindo. Agora chegou a vez da aclamada série Supernatural. Mas, ao invés de interagir com outros personagens de carne e osso, Dean e Sam foram direto para o mundo do Scooby-Doo.

O que os irmãos Winchester e a turma do Scooby passam é de certa forma similar. Com a larga diferença que Dean (Jensen Ackles) e Sam (Jared Padalecki) lidam com seres sobrenaturais reais e no desenho é só alguém fantasiado. Tendo essa premissa como guia, o episódio chamado de Scoobynatural foi tão divertido.

Tudo começa com os irmãos lutando contra uma fantasia de dinossauro de pelúcia em uma loja de eletrônicos. O animal é derrotado e os dois ficam sem entender o que aconteceu. Como recompensa, Dean pede uma televisão para compor a sua ‘man cave‘. Só não contavam que a televisão fosse suga-los diretamente para um episódio do Scooby-Doo. A princípio Dean fica bem mais animado do que Sam, pois costumava assistir os desenhos quando criança e conhece todos de cor. E quando encontram Scooby (Frank Welker), Salsicha (Matthew Lillard), Velma (Kate Micucci), Fred (Frank Welker) e Dafne (Grey Griffin) as coisas só melhoram. Em especial para Dean que quer porque quer conquistar Dafne e tirá-la dos braços de Fred. Aquele bufão.

Os garotos veem Dean e Sam como qualquer outro personagem do desenho e eles decidem segui-los até uma mansão no meio do nada. Lá eles devem passar a noite e sobreviver a casa mal assombrada a fim de ganhar a herança deixada pelo coronel. Scooby é um dos candidatos por ter salvado o coronel de se afogar em um lago. De cara Dean reconhece o episódio e aponta o culpado para o irmão. Acontece que com o cair da noite e a primeira vítima, eles logo descobrem que estão vivendo a sua realidade dentro de um desenho.

A grande sacada em misturar Supernatural e Scooby-Doo Where Are You? foi interferir na dinâmica conhecida do desenho. Nesse episódio crossover, vemos tudo o que não veríamos num episódio normal da animação. Os irmãos decidem abrir o jogo e falar a verdade. Eles quebram a quarta parede. Que é um termo utilizado quando um personagem fictício se dá conta da sua realidade. Dean e Sam debatem sobre isso por um tempo, se devem falar ou não, porém, como não querem ver seus personagens da infância morrer, abrem o jogo.

O que nos leva a uma série de acontecimentos perigosos e engraçados ao mesmo tempo. Há essa mudança no comportamento da turma do Scooby, deixando-os mais reais e não tão ingênuos. Até mesmo na preparação de armadilhas e na forma como lidam com Sam, Dean e Castiel (Misha Collins). A conversa que possuem e as perguntas. E ao passo que tentam desvendar esse mistério e salvar tanto os personagens quanto a eles mesmos, para não ficarem presos ali para sempre.

CONCLUSÃO

Scoobynatural é um crossover divertido, que não foge a temática de Supernatural mesmo se misturando a um desenho e faz questão de inserir todas as referências conhecidas e possíveis do mundo do Scooby-Doo. Os cenários, a música, a essência dos personagens, a troca de portas constante, entre outros elementos. Dean é Dean mesmo com a boca cheia por um sanduíche enorme. E Sam é o mesmo Sam, descrente e que chama a atenção da Velma.

O episódio vai ao ar hoje na Warner Channel Brasil às 21h40. Não percam!

Melissa Andrade

Jornalista, Crítica de Cinema há mais de 10 anos, Podcaster, extremamente curiosa, com incontáveis pequenos conhecimentos em diversas áreas e Marvete com orgulho!

One thought on “Recap: “Supernatural” – Scoobynatural (13×16)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *